Mesa Redonda – O Rock Brasileiro Anterior ao Rock In Rio I

Mesa Redonda – O Rock Brasileiro Anterior ao Rock In Rio I

rock in rio 1 1985

As mesas redondas da II Semana SLROCK acontecerão nas manhãs do evento e contarão com convidados especiais que farão um debate profundo sobre temas pertinentes aos alunos interessados em se desenvolver no gênero Rock. Elas estarão abertas à perguntas e a participação do público de maneira geral a fim de se criar uma atmosfera informal de discussões e de troca de informações.

O Rock In Rio I foi um divisor de águas para o Rock no Brasil. Em primeiro lugar, porque colocou o país definitivamente na rota dos shows e das turnês das bandas e artistas estrangeiros e, em segundo lugar, porque estabeleceu o Rock como um dos gêneros mais populares entre o público brasileiro e, por isso, aqueceu o mercado fonográfico nacional de uma maneira inédita até então. Contudo, este evento acabou também transformando a música que as bandas faziam por aqui e o Rock Brasileiro (como era conhecido nas décadas anteriores) se transformou em Rock Nacional e, em seguida, em Pop Rock Nacional. Os convidados desta mesa irão mostrar um pouco de como era o Rock nas décadas de 50, 60, 70 e nos primeiros anos da de 80 para determinar o quanto essa transformação teve impacto nas gerações posteriores.

Data: 15/07/16

Horário 10:00

Local: Auditório do Conservatório e Faculdade Souza Lima

Endereço: Rua José Maria Lisboa, 745

Participantes:

Prof. Silvio Moreira

Eu 01

Graduado em Psicologia (1998), mestre em Filosofia e doutorando em estética pela FFLCH-USP. Atualmente é professor visitante da pós-graduação em Música Popular da Faculdade de Música Souza Lima e professor de estética e hist[oria da m[usica no conservatório filiado à mesma instituição, além de conselheiro fiscal do Instituto Luiz Gama. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Metodologia, Fenomenologia e Estética, e na área de Psicologia, com ênfase em Psicanálise.

Prof. Wesley Caesar

foto Lély 1

Wesley “Lély” Caesar começou atuando na cena do rock brasileiro em 1972 como cantor e guitarrista. Paralelamente dedicou-se ao Violão Erudito. Atuou como músico de grupos e cantores(as) nas décadas de 1980 e 90. Ensina Guitarra e Violão desde 1981. Fundou e Coordenou o primeiro IGT em São Paulo em 1987. Foi produtor musical na Warner music em 1995. É professor do Souza Lima desde 1997. É autor de vários vídeos-aula e livros didáticos para guitarra. É colunista da revista Guitar Player.

Prof. Ciro Visconti

IMG_3342

É bacharel em guitarra formado pela Faculdade Carlos Gomes, mestre em Processos de Criação Musical pela ECA/USP e doutorando na área de Teoria e Análise Musical, também na ECA/USP.

É guitarrista da banda Diafanes que, em 12 anos de carreira, já lançou 3 álbuns – See Though, Obviously Clear e Ave – e fez 5 turnês pelos EUA tocando em diversos estados e em grandes festivais como o SXSW e Cherry Blossom Festival.

Participa do Duo Elétrico, formado com a cantora Lu Andrade (ex-Rouge) com um repertório de releituras de clássicos de Rock. O Duo se apresenta regularmente em diversas cidades brasileiras.

Também é guitarrista das bandas Purpendicular, Bendito FrutoeRock4ALL.

É coordenador pedagógico e professor do Conservatório Souza Lima (curso livre e técnico) onde além de Guitarra, leciona as disciplinas de Teoria Musical, Harmonia, Contraponto e Prática de Bandas. Na mesma instituição leciona no curso de Pós- Graduação da Faculdade Souza Lima as disciplinas Contraponto aplicado à Música Popular e Teoria Pós-Tonal.

É colaborador da Revista Guitar Player pela qual já publicou dezenas de matérias e transcrições.

É autor de dois livros, Guitar Player Brasil – Série Estudo (2011, atualmente na terceira edição) pela Melody Editora e Simetria nos Estudos Para Violão de Villa-Lobos (2016) pela Paco Edições.