Curso de Performance e História do Rock

Curso de Performance e História do Rock

Projeto pedagógico

Curso de Performance em Rock

1. Introdução

A Faculdade e Conservatório Souza Lima irá oferecer seis cursos para os alunos que estejam interessados em aperfeiçoar sua perfomance individual e em grupo no gênero Rock. Os seis cursos, cada um com 32 horas, funcionarão como módulos de um ciclo com o total de 192 horas, esses módulos podem ser completados sem uma ordem específica. Cada módulo ira abordar temas sobre diferentes aspectos de performance no gênero que serão apresentados por professores com larga experiência tanto artística como didática. Todo o conteúdo é baseado nas recentes pesquisas acadêmicas sobre o gênero Rock feitas nas maiores universidades americanas e será apresentado de forma prática e dinâmica. Os módulos serão os seguintes: Beatles, o Prelúdio do Art Rock e a Invasão Inglesa; Classic Rock 1968-76, o Surgimento dos Supergrupos; Rock Brasileiro; Heavy Metal, o Peso em Evidência; Rock dos Anos 90, do Grunge ao Alternativo; e Hard Rock, o Rock de Arena.

2. Justificativa

Sabe-se que o Rock é um dos gêneros mais populares, tanto no Brasil, como na maioria dos países do ocidente. Sua grande explosão midiática nos anos 50 e 60, seguida de uma grande evolução musical nas décadas seguintes, criou uma grande quantidade de subgêneros (Hard Rock, Rock Progressivo, Punk Rock, Pop Rock, Heavy Metal, etc.) e tornou o Rock um dos gêneros mais influentes da música popular a partir da segunda metade do século XX e essa influência pode ser observada em diversos outros gêneros (por vezes mais antigos, inclusive), como Raggae, Jazz e até mesmo na música brasileira.

Contudo, apesar de sua popularidade e de sua abrangência dentro da música popular, o Rock não foi incluído nos programas das faculdades de música do Brasil, criando uma lacuna importante entre o conteúdo aprendido na academia e a realidade do mercado musical na qual um músico que não tenha conhecimento prático ou teórico sobre o gênero Rock enfrenta dificuldades e passa a ter grandes desvantagens na carreira. Estas desvantagens obrigam que alunos de graduação em música popular busque conhecimentos e aperfeiçoe sua performance no gênero fora da faculdade, com professores particulares, livros e video-aulas.

O Curso de Performance em Rock surge para preencher essa lacuna ao se dedicar ao aperfeiçoamento da performance (individual e em grupo) de seus alunos através de disciplinas de conteúdo prático ministradas por grandes músicos especializados no gênero. Cada módulo irá se dedicar a um importante estilo de Rock, seja de uma banda ou artista particular, seja de um período ou de um movimento específico. Dessa maneira, ao completar todos os módulos, os alunos conhecerão e irão aprender a analisar, interpretar e executar em grupo o repertório essencial do gênero Rock.

3. Objetivos

3.1 Objetivos Gerais

O curso de Performance em Rock irá se dedicar a desenvolver a execução individual e em grupo dos alunos em diversos estilos do gênero Rock e, dessa maneira, preencher uma importante lacuna de conteúdo deixada pelos cursos de popular das faculdades brasileiras. Assim, espera-se que o curso possa contribuir com a melhora do padrão de performance do músico popular brasileiro, dada a importância do gênero Rock dentro da música e da cultura popular e de sua influência, direta ou indireta, para outros gêneros.

3.2 Objetivos Específicos

• Formar bandas com os alunos do curso com a finalidade de criar dinâmicas de prática de conjunto;

• Desenvolver repertórios baseados em diversos estilos do gênero Rock em bandas formadas pelos alunos do curso;

• Aprender a utilizar os set ups de equipamentos básicos para a obtenção dos timbres e das sonoridades utilizados no Rock;

• Contextualizar históricamente o tema de cada módulo;

• Desenvolver ferramentas analíticas para auxiliar a performance.

4. Público Alvo

• Músicos profissionais graduados em instrumento, composição, regência ou licenciatura em música;

• Músicos profissionais com graduação em outra área;

• Músicos amadores com graduação em qualquer área.

5. Carga Horária e número de vagas

Seis cursos com 16 horas cada um totalizando 96 horas. Os alunos têm a opção de fazer um ou mais cursos ou de completar todos os seis, que funcionam como módulos do ciclo total. Cada curso terá um limite de 20 vagas.

6. Formas de Avaliação

A avaliação será individual e levará em conta o desempenho dos alunos nas aulas e nas apresentações.

7. Descrição dos módulos

Cada módulo do Curso de Performance em Rock terá 32 horas, sendo que 4 horas serão dedicadas à contextualização histórica do tema do módulo e à exemplos de análises do repertório que será desenvolvido para as bandas, 4 horas serão dedicadas à masterclasses de instrumentais e vocais e 24 horas serão dedicadas às aulas de prática de conjunto.

7.1 Beatles, o Prelúdio do Art Rock e a Invasão Inglesa

Este módulo será inteiramente dedicado a desenvolver um repertório composto exclusivamente por canções dos Beatles. Cada banda ficará incumbida de preparar canções de álbuns dos diferentes períodos do quarteto britânico e terá o desafio de reproduzir os complexos arranjos instrumentais e vocais originais.

7.2 Classic Rock 1968-76, o Surgimento dos Supergrupos

Este módulo terá como tema a música desenvolvida pelas grandes bandas que surgiram ou tiveram seu auge entre o final da década de 60 e meados dos anos 70 conhecidos como supergrupos.

Estão nessa listas bandas como Rolling Stones, The Who, Jimi Hendrix Experience, Credence Clearwater Revival, The Doors, Black Sabbath, Deep Purple, Led Zeppelin, Queen, Kiss, entre muitas outras. As bandas formadas pelos alunos irão desenvolver repertórios com músicas destes supergrupos de Classic Rock com ênfase nas performances com virtuosismo e nos improvisos.

7.3 Rock Brasileiro

Este módulo é totalmente dedicado ao rock produzido no Brasil, desde os primórdios com Celly Campello e depois com a Jovem Guarda, passando pelas grandes bandas dos anos 70, como Mutantes e Secos e Molhados, pela vanguarda Paulistana do início dos anos 80, pelo Pop Rock Nacional até chegar nos expoentes do Heavy Metal como Angra e Sepultura. As bandas formadas pelos alunos irão executar repertórios que irão englobar canções desse vasto universo musical.

7.4 Heavy Metal, o Peso em Evidência

O tema deste módulo é o Heavy Metal, um dos mais importantes subgêneros do Rock e que, por sua vez, também tem seus próprios subgêneros. As bandas formadas pelos alunos irão desenvolver um repertório com músicas de bandas de Heavy Metal desde as mais tradicionais, como Iron Maiden, Judas Priest, passando por bandas de subgêneros como o Trash Metal (Metallica, Slayer, etc.), Black Metal (Venon, Celtic Frost, etc.), Neoclassical Metal (Malmsteen, Stratovarius), Progressive Metal (Queensrÿche, Dream Theather, etc.), entre outros.

7.5 Rock dos Anos 90, do Grunge ao Alternativo

A década de 90 iniciou com o grande sucesso do movimento Grunge composto basicamente por bandas de Seatlle como Nirvana, Pear Jam, Soundgarden e Alice In Chains, mas também foi uma década que bandas de Rock Alternativo como Sonic Youth, Smashing Pumpkins, Pixies, Radiohead, entre outras ficaram em evidência e se tornaram mainstream. Neste módulo, as bandas de alunos irão executar canções destes artistas e terão o desafio de reproduzir essa sonoridade variada que marcou a última década do século passado.

7.6 Hard Rock, o Rock de Arena

Hard Rock é um rótulo amplo que define um subgênero de rock fortemente influenciado pelo Blues, mas com um instrumental pesado e vocais agressivos. O Hard Rock teve início ainda nos anos 60, mas foi nos anos 70, com bandas como Aerosmith, AC/DC, VanHalen, e principalmente nos anos 80, com a ascensão do Glam Metal de bandas como Whitesnake, Bon Jovi, Cinderella, Extreme, Guns N’Roses, Poison, Mötley Crüe, entre muitas outras que ele se destacou como um dos principais subgêneros de Rock. Neste módulo, as bandas de alunos irão executar canções destes artistas e terão a missão de conseguir reproduzir a grandiosa sonoridade de arena do Hard Rock.


Cadastre-se agora: