Quero ser músico pesquisador

pesquisador

No Brasil, o campo de atuação para o músico ampliou-se substancialmente com o desenvolvimento da pesquisa . Por políticas públicas de ampliação das ofertas de vagas nas universidades, no investimento em intercâmbios, o músico popular e erudito adquiriu entre 2002 e 2014 oportunidades de atuação para o músico pesquisador.

Pesquisar é algo recente para o musicista brasileira, como fonte de renda ou desenvolvimento de carreira.

A pesquisa, no entanto, faz parte da formação do músico popular – que observa, que convive com um folguedo, que preserva a cultura popular através de um pesquisador de oralidade. O pesquisador como aquele que eleva, registra e divulga uma manifestação cultural que tem o povo como origem.

No meio acadêmico a pesquisa transita em linhas claras constituídas no legado da humanidade. Nas universidades públicas o pesquisador divide a atividade letiva, com a organização de grupos de estudo e orientação acadêmica para formação de novos pesquisadores.

Habitualmente o fazer do pesquisador acadêmico reside na Universidade. Esse tipo de pesquisador forma-se em programas de mestrado e doutorado de arte educação, musicologia e práticas interpretativas.

O que de certo modo até confere certa crítica – onde diversas pesquisas acadêmicas na área de educação musical poderiam ser encaminhadas para rede pública de ensino, ou privada. Há um distanciamento visível entre a pesquisa, o pesquisador e o ensino regular – nesse caso.

Mestrado e doutorado

Os programas de mestrado e doutorado são fundamentais para o desenvolvimento da pesquisa, mas o pesquisador acadêmico também pode atuar de forma independente.

Retomando, o pesquisador intuitivo, por sua vez, é um exemplo de perseverança. Alguém que enxerga valor em algo muitas vezes desvalorizado, dedica-se para tanto e mesmo que por fim registre de forma primitiva, em anotações básicas se comparado ao acadêmico, o resultado pode possuir uma visão até mais próxima da origem do objeto. Aquele que falamos que está associado a preservação da cultura popular.

Ou como no meu caso, prefiro a pesquisa distante das práticas e normas acadêmicas que muitas vezes isolam o pensamento do mundo real.

Compositor pesquisador

O músico compositor necessita desenvolver métodos de pesquisa que sirvam de sustentação para algumas de suas obras. A pesquisa também é importante para o arranjador e ao produtor no desenvolvimento de um fonograma.

Mário de Andrade, pensador e pesquisador do modernismo brasileiro, organizou uma obra no início do século XX baseado em pesquisa de campo, assim como o compositor contemporâneo Heitor Villa-Lobos. E tem funcionalidade e validade.

A atuação do músico pesquisador é determinante para a preservação e contextualização do fazer musical brasileiro tanto quanto ao desenvolvimento de sua obra individual.

Das práticas letivas às atividades artísticas, o pesquisador é uma figura ativa na formação – no registro, da análise à reflexão para nosso país.

O desenvolvimento acadêmico se dá apenas na área de Música?

A pesquisa com viés na educação, antropologia e história pode ser caminho para o pesquisador da área de música em consolidação.

Quanto tempo dura o programa de mestrado e doutorado para formação do músico pesquisador?

Os programas de mestrado duram entre 2 e 4 anos.

Os programas de doutorado entre 3 e 5 anos.

O que pesquisar?

Manifestações populares. Folclore. Improvisação. Métodos da educação. Conjuntos harmônicos. Interpretação e estética de gêneros urbanos. Práticas interpretativas de um instrumento. Práticas composicionais.

Que tal começar com uma pós em Educação Musical com ênfase em desenvolvimento metodológico? Aqui no Souza Lima! Saiba mais!

Eu pessoalmente coordeno essa pós-graduação na Faculdade Souza Lima que tem como ideia discutir o desenvolvimento de metodologias, ou a aplicação de metodologias consolidadas. 

Vamos em frente no sonho de ser músico pesquisador. Conhece as outras publicações da série Quero ser músico?

Publicado em 12 de janeiro de 2018, revisado e ampliado em 31 de agosto de 2020.

SHARE
Previous articleQuero ser músico compositor
Next articleQuero ser artista na música
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. Coordena as unidades Moema e Alphaville desde 2010. João Marcondes também atua na instituição em tarefas administrativas, é assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. É autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Seus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/