Quem é multi-instrumentista? Ou o que é?

Quem é multi-instrumentista? Ou o que é ser multi-instrumentista?

É um músico que se dedica a um número considerável de instrumentos musicais, a ponto de domina-los tecnicamente e expressivamente.

O músico com esse perfil, na definição imediata do termo, é aquele que sabe realizar os movimentos fundamentais, iniciais, intermediários e avançados da prática de um instrumento.

E ainda ser capaz de exercer função que cabe a um instrumento, de sua escolha, em agrupamentos que o fazem protagonista e ou acompanhante.

Muitos musicistas que se autoproclamam multi-instrumentistas apenas sabem tirar o mínimo som de instrumentos musicais, dominando um apenas, e tocar uma frase, um clichê harmônico, um clichê melódico, não o torna apto a essa versatilidade de um instrumentista.

Egberto Gismonti, por exemplo, se apresenta com primor em seus discos e shows tocando em altíssimo nível o piano e o violão. Hermeto Paschoal com sua escaleta, piano, flauta transversal, e tantos outros instrumentos.

É complicado avaliar questões pelo subjetivo. O músico que admiro. O ídolo ou quem reverencia. Imagine que um dos instrumentos, violão, por exemplo, você sabe tanto estar em uma roda de samba, de choro, tocar jazz, fazer um solo, tocar um arranjo, compor, constituir obra. E o mesmo você faz ao piano, ou ao acordeom, ou ao cavaquinho.

Podemos até dizer que pode haver o multi-instrumentista de uma família de instrumentos, apenas de cordas friccionadas, apenas de madeiras, apenas de metais, ou aquele maestro de banda que também educa e conhece a função de cada instrumento de sua banda, e o multi-instrumentista livre, aquele que toca e domina instrumentos de diferentes funções.

Ser multi-instrumentista é um coeficiente da música popular. Habitualmente na música erudita dedicam-se instrumentistas ao longo de uma estada, desde a infância, o que habitualmente concede uma expertise extrema em um único instrumento. Não ocorrem tantos multi-instrumentistas no eixo dos sons pautados, ou melhor, dos que tem a aprendizagem exclusiva de origem pautada.

Como ser um multi-instrumentista?

O conselho é dominar seu instrumento, para apenas em um segundo momento iniciar a prática e estudo de um segundo instrumento, e assim sucessivamente. Dedicar-se continuamente a eles a seguir.

Aprender instrumentos concomitantes pode ser positivo, mas pode acarretar problemas fisiológicos, já que a posição de cada instrumento e ação que exerce sobre a fisiologia é extremamente específica.

Dica? Ouça muita música!

#VemProSouzaLima

SHARE
Previous articleCaracterísticas do Frevo
Next articleAs características do Bandolim
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville, Ribeirão Preto e Lençóis Paulistas. É idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular (extensivo e semi-intensivo), do Curso Técnico em Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes atua na instituição em tarefas administrativas como assistente de direção, e ainda é diretor da editora Souza Lima. É editor e autor do BLOG Souza Lima, com mais de quinhentas publicações (BR, ES e EN). É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Composições e obras disponível no Spotify, Deezer e iTunes Music.