Qual significado dos gestos do maestro?

joão marcondes

Pergunta do Leitor

Quando um leitor pergunta, procuro sempre atender! É muito importante cada interação. Atualmente são tantas perguntas que levo um certo período para conseguir responder precisamente. Algumas questões demandam pesquisa, outras demandam tempo para consolidar uma boa resposta, aqui até que foi tranquilo responder sobre os gestos do maestro.

Afinal: Qual o significado dos gestos do maestro?

Primeiramente remetendo a história, a função do regente ou maestro se consolidou quando os agrupamentos cresceram. Não era possível atingir um pulso coletivo, ou se guiar por olhares, e respiração, em um agrupamento que se consolidava imenso.

Assim, surgiu um músico mais experiente que marcava no chão a pulsação, com um pedaço de madeira. A seguir progrediu ao primeiro violinista a função de condução, e o arco do violino transformaram em batuta.

Uma pequena introdução para chegar à questão central.

Movimento

Na mão direita a função primordial é estabelecer a pulsação – andamento e métrica. Há movimentos específicos para o compasso binário, ternário e quaternário. Ainda com a mão direita se segura a batuta e oferece a espécie de subdivisão – se simples ou se composta.

A mão direita corresponde também a intensidade, embora o grosso da expressividade se dê na mão esquerda. Um pequeno movimento conota uma execução de pouca intensidade. Um movimento amplo de maior expressividade.

Ambas as mãos conotam apontamento, ou seja, o momento em que um musicista ou todos eles ingressam na ação da obra é indicação do regente. O maestro gira o tronco apontando e regendo de maneira direcionada.

Para a mão esquerda cabem marcações de fraseado e expressividade, complementos da ação de pulsação – andamento e métrica, e a indicação do novo executante ou de um coletivo.

No coro é ainda mais notável a expressão adquirida pelos gestos de fraseado da mão esquerda.

Uma experiência aconselhável é assistir a orquestra olhando de frente o maestro. Como, por exemplo, na sala São Paulo assistir o concerto do CORO. Basta solicitar no momento da compra. Evidentemente o coro trará a observação do maestro, uma experiência, à audição como um todo será ruim. Mas para conhecer a função do maestro e seu gestual será único.

Apenas para recordar: Regente e maestro nesse caso são sinônimos!

O maestro é o intérprete de uma orquestra ou coro.

SHARE
Previous articleAs Características do Trompete
Next articleComo é o trabalho de um Compositor?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville, Ribeirão Preto e Lençóis Paulistas. É idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular (extensivo e semi-intensivo), do Curso Técnico em Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes atua na instituição em tarefas administrativas como assistente de direção, e ainda é diretor da editora Souza Lima. É editor e autor do BLOG Souza Lima, com mais de quinhentas publicações (BR, ES e EN). É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Composições e obras disponível no Spotify, Deezer e iTunes Music.