Preparatório para Vestibular de Música

Preparatorio para Vestibular

Música: Preparatório para vestibular. Inscreva-se aqui

Se compararmos o desenvolvimento dos estudos musicais de países como os Estados Unidos, Cuba, Finlândia, Rússia e Japão, concluímos que o brasileiro é um músico tardio.

O estudo da música está no ensino regular desse países. E os estudantes que demonstram aptidão logo são encaminhados ao ensino específico da música, em cursos extracurriculares. Bom, não é assim que funciona no Brasil.

Um músico profissional cubano, popular, em média iniciou seus estudos com sete anos de idade. No Brasil em recente pesquisa que realizei, identifiquei a média de quatorze anos para o início dos estudos do brasileiro dedicado a música popular. O dobro do que vimos em outros países.

Indiferentes se serão músicos, nesses países, os estudantes farão do estudo da música forma, limítrofe para o desenvolvimento pessoal, humano e intelectual.

Para tirar esse atraso desenvolvemos no Brasil programas de música como o Preparatório para Vestibular, por exemplo, que orienta nossas futuras gerações de musicistas. (O preparatório SL não possui pré-requisitos).

Quem estuda música desenvolve aspectos da concentração que aperfeiçoa a assimilação e construção de sinapses diversificadas, potencializando até o aprendizado de um idioma.

O estudante que deseja prestar vestibular de música, e iniciou seus estudos tardiamente, pode encontrar em um cursinho pré-vestibular o caminho para avançar a progressão acadêmica sem necessitar tantos anos de preparo.

Se o estudante iniciou precocemente e cumpriu os conteúdos musicais em sua perspectiva, de um Conservatório, poderá utilizar-se do preparatório para simulados específicos do vestibular que deseja ingressar.

O vestibular de música é o que possui o maior número de exigências ao vestibulando, como adverti em outro artigo. E o bom resultado necessita da orientação adequada em música como em um programa preparatório para vestibular.

O preparatório para vestibular dura quanto tempo?

Um preparatório em música pode ser realizado em um ano quanto ao conhecimento teórico se partirmos do zero. Claro, dependerá da dedicação do aluno para obtenção de êxito na preparação.

Entre os bacharelados qual necessita de mais de um ano de preparação?

O instrumento erudito, sem dúvida. E a regência, por demandar um bom domínio do instrumento.

A prática do instrumento para um bacharelado em instrumento erudito, por exemplo, depende de no mínimo três anos de preparo.

Na regência se o aluno já domina o instrumento, um ano de preparação deve bastar. Tanto para os movimentos e relações interpretativas, quanto para uma boa percepção melódica.

Entre os conhecimentos teóricos, qual o mais complexo de se desenvolver para o vestibular?

Para parte teórica cada faculdade tem uma complexidade. Para USP, por exemplo, o aluno precisa de uma boa redação para argumenta-la no processo que sucede a prova escrita: uma entrevista onde demonstrar o repertório é tão importante quanto a arguição que virá da banca examinadora.

Alguns vestibulares cobrarão o Solfejo Melódico em evidência. Eu pessoalmente acredito que o Solfejo é o conhecimento mais importante para o musicista. E em música o preparatório para vestibular desenvolverá essa questão.

O Solfejo pode associar e alavancar tudo.

Se o vestibular tiver objetivo o bacharelado em composição, o aluno precisará passar por um programa de formas composicionais, contraponto e harmonia tradicional. Organologia e instrumentação. Técnicas de desenvolvimento composicional por espelho e transposição. E um bom preparo para entrevista. E o desenvolvimento de uma redação descrevendo a obra composta.

Se o vestibular for para licenciatura em música haverá a leitura dos livros indicados como bibliografia, pois também ocorre uma entrevista sobre as ideias impressas pelos autores.

Para a música popular, a UNICAMP, ou a Faculdade Souza Lima, cobra-se uma boa leitura à primeira vista, melodia bem interpretada, acompanhamento, e algo da improvisação. Vale preparar algo dinâmico que demonstre esses valores.

Um professor ou um curso ciente dessas especificidades será fundamental para o sucesso do aluno no vestibular. Nunca é tarde para se preparar.

E nosso curso possui planejamento para orientação de carreira. Vale muito!

Cada vestibular possui sua dificuldade. Vamos estudar música: preparatório para vestibular? As novas turmas do preparatório para o vestibular 2020 já estão abertas e preparam para todos os vestibulares de música do país e do mundo!

(fevereiro até dezembro – extensivo e depois maio até novembro – semi-intensivo; e o intensivo de agosto até dezembro – que permite ingresso mediante avaliação).

Se possuir dúvidas escreva para joao.marcondes@souzalima.com.br

Leia o artigo “Bacharelado ou Licenciatura em Música?

Atualizado em 26 de novembro de 2018.

#VemProSouzaLima

 

SHARE
Previous articleColeção Universo dos Sons
Next articleQuais os exercícios de leitura relativa?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville e Ribeirão Preto. Também é idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes também atua na instituição em tarefas administrativas, é assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. É autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music.