Por que parece que conhecemos uma música que nunca escutamos?

Por que parece que conhecemos uma música que nunca escutamos?

Por que parece que conhecemos uma música que nunca escutamos?

Um assíduo leitor do BLOG Souza Lima trouxe a questão: Por que parece que conhecemos uma música que nunca escutamos?

Isso vai de encontro a uma coleção de fatores. Vamos resumir para que sejamos práticos?

Uma composição musical é resultado de códigos. Alguns códigos são mais simples e outros mais complexos. Quanto menos utilizado é um determinado código menos acessível será decodifica-lo em uma primeira percepção da música.

Imagine que você escutou uma música com um código que você reconhece prontamente. Esse código ele é rítmico. Esse código também é harmônico. Esse código por fim é melódico, onde há normalmente mais variações pela preocupação que os autores conservam com o que chamamos plágio. A melodia, no entanto, vai movimentar-se, mas sem sair de conjuntos de notas que reconhecemos prontamente.

Se a música tem texto o autor inclui frases que você reconhece imediatamente, algo engraçado, algo na moda, algo que chama atenção, sabe? Lepo, lepo?

Algumas vezes tudo isso é intencional. Outras vezes não.

A qualidade de uma música é muito mais do que ser de compreensão imediata ou não ser. Algumas músicas precisamos de diversas audições para perceber uma sutileza, ou precisamos mesmo preparar nossos ouvidos. Sei que é importante que possamos dar para uma música de códigos mais complexos outras oportunidades de audição.

Contribuiu caro leitor? É por isso que parece que conhecemos uma música que nunca escutamos.

Temos um curso de Composição: Letra e Música no Souza Lima, eu mesmo coordeno.

#VemProSouzaLima

SHARE
Previous articleO que é uma escala simétrica?
Next articlePor que preciso estudar com metrônomo?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville e Ribeirão Preto. É idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes atua na instituição em tarefas administrativas, é assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. É editor e autor do BLOG Souza Lima, com mais de quinhentas publicações (BR, ES e EN). É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Composições e obras disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music.