Por que é tão difícil tocar piano erudito?

Por que é tão difícil tocar piano erudito?

Por que é tão difícil tocar piano erudito?

Creio que tocar piano erudito reúna dois pontos fundamentais: 1| Independência entre as mãos – a partir da leitura de duas claves iguais ou diferentes simultaneamente. 2| Controle e expressividade. O nome do piano na realidade é pianoforte, e descreve através de dois termos de dinâmica (piano ao forte) sua incrível capacidade de expressar intensidades diferentes.

O piano também, desde seu surgimento no período barroco, acumulou um amplo repertório estético. Adaptado do cravo evidentemente, há um repertório importante, mas a seguir em sua consolidação já no período clássico na segunda metade do século XVIII, te criado um repertório diversificado.

Há no piano erudito obras de Lizst e Chopin que são de fato muito difíceis, mas também há obras de Eric Satie e até Bella Bartok, que promovem outros valores ao piano que não da ampla desenvoltura técnica – da virtuosidade.

Por outro lado o piano é um instrumento que não precisa de nada além de um movimento muscular para emitir alguns sons e até mesmo uma primeira melodia. O violão, guitarra ou violino precisam de certo calejamento que leva até alguns meses para ocorrer para que o som saia com qualidade, e para que seja possível tocar uma melodia.

Por que é tão difícil tocar piano erudito!

Infelizmente os programas de piano são muitíssimos engessados, e tem a intenção sempre de cumprimento cronológico afetando demasiadamente o desenvolvimento dos processos de aprendizagem. Começar com peças barrocas de duas ou até mais vozes, uma fuga, pode ser um desafio muito grande quanto a independência. Esteticamente se justifica, mas tecnicamente creio que tocar prelúdios e até obras de música do século XX como o citado, Satie, seria de bom grado para o desenvolvimento do novo pianista.

Que tal pensar assim procurando desenvolver-se no piano, como aluno, ou até justificando ao seu  professor a escolha por um outro percurso não tradicional, que avalie quem você é perante a coordenação motora fina e grossa?

Pronto! Falei!

Questão trazida por um leitor!

SHARE
Previous articlePara que um produtor musical precisa conhecer leis de incentivo?
Next articleMúsica deve ser julgada?
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/