Para compor preciso saber harmonia?

harmonia

Para compor preciso saber harmonia?

Falácia. Para compor não é preciso saber harmonia. Como dizia Adoniran Barbosa: “Há sempre um violonista pronto para achar os acordes do que eu canto” – da melodia.

O movimento melódico em uma prática homofônica induz a certa harmonia. Isso ocorre por um lastro cultural, ou memória auditiva, ou inconsciente coletivo, onde melodias se movimentam e são harmonizadas por clichês harmônicos.

Feito, se são clichês, preciso saber? Não. A criatividade precisamente prefere fugir dos clichês.

No século XIX na reforma francesa da educação musical consolidou-se a ideia de que os alicerces da composição são a harmonia tradicional e o contraponto. Ou seja, no princípio do século XIX com a recém consolidada homofonia, se define que o alicerce do estudo da composição agora consolidada como homofônica, é a harmonia renascentista e barroca – harmonia esta polifônica. Dá para entender?

E o pior, de maneira burra educadores musicais, ao longo de duzentos anos, repetem essa mesma lógica abismática.

Um dos piores músicos que conheci, mal educador, doutor em música, acredita que o livro Harmonia do Shoemberg é um livro que alicerça o estudo da composição. Segundo ele todas as informações para compor estão ali. Esse músico se declara compositor sem ter uma coleção de obras que preencha meia página, com espaço duplo, no word.

Pude ser seu aluno quando eu era um guri, de dezessete anos, e durante dois anos e meio estudando contraponto e harmonia tradicional, nada aconteceu nem comigo e nem com meus colegas. Turmas lotadas que começavam com oitenta alunos em harmonia tradicional I, e em harmonia tradicional IV não chegavam dois gatos pingados.

Esses dois gatos pingados compunham o que? Nada.

Com o tempo refletindo sobre os processos composicionais cheguei em métodos ideais para o ensino da composição. Mas isso é assunto para outra publicação.

Para compor você não precisa saber harmonia. Se alimente de vocabulário melódico, harmonia é um terceiro ou quarto passo.

SHARE
Previous articleQual o campo harmônico de lá bemol maior?
Next article700 publicações! (699)
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/