O que significa diatônico?

diatonico

O que significa diatônico?

Diatônico é um termo que designa o conjunto de uma escala maior, que se estabelece através dos fundamentos primordiais dessa sistematização por tensionamento e resolução. Por possível neologismo, já que essa estrutura está para a música tonal tal qual para a música modal.

Uma escala diatônica possui sete notas, o primeiro e o último som será de mesma nota com o dobro de vibração. Veja só: Iniciamos uma escala de lá maior, uma escala diatônica, pelo lá 220 hertz, por exemplo, passados as alturas que a compõe, há a sensação de finalização estabelecida na passagem entre a sensível e a repetição da mesma nota lá agora na altura de 440 hertz, o dobro.

LÁ (220 hertz) SI DÓ# RÉ MI FÁ# SOL# LÁ (440 hertz).

Uma escala diatônica maior possui em sua estrutura a seguinte progressão de cinco tons e dois semitons.

TOM – TOM – SEMITOM – TOM – TOM -TOM – SEMITOM

Os modos eclesiásticos ou modos gregorianos são recomposições, redistribuições, desses tons e semitons típicos dessa estrutura diatônica.

Escala e tonalidade

Uma escala diatônica gera uma tonalidade. Um centro onde gravitam os tensionamentos e impulsos e cujo centro resolutivo é considerado o tom. A escala diatônica de lá maior, ou simplesmente escala de lá maior (como resumimos cotidianamente), gera a tonalidade de lá maior. O tom de lá maior.

Esta impressão técnica se tem na prática musical desde o período renascentista, embora já se oferecia essa definição do que é diatônico na Grécia, cinco séculos A.C. através de cálculos matemáticos realizados por Pitágoras.

O termo tom, referente a tonalidade, é corruptela de sistema diatônico.

Com o passar dos séculos, neste sistema se estabeleceram conjuntos de acordes, que cotidianamente chamamos de acordes diatônicos, ou seja, que foram produzidos por uma ou em uma escala diatônica.

Uma composição musical pode possuir acordes diatônicos e não diatônicos. Notas diatônicas e notas não diatônicas.

É usual observar músicos ou estudantes tratar não diatônico como sinônimo de cromático, o que não está errado, embora o termo cromático está impregnado de mais valores.

Destas escalas diatônicas, então, se estabelecem os sons que compõe melodias e harmonias.

Existem escalas diatônicas menores?

Sim, existem. E precisam se estabelecer da mesma maneira que a maior para assim serem consideradas. Precisam possui sensível, consolidar em sua estrutura tensionamento e resolução, para tal perceber a consolidação do tom.

Há divergência entre quais são as escalas diatônicas menores – principalmente quando se trata da menor primitiva (que é o modo eólio, o modo de se organizar aquele conjunto de tons e semitons), mas há convergência sobre a escala menor melódica e a escala menor harmônica como representantes do diatonismo menor.

E os acordes?

Os acordes chamados diatônicos eles ocorrem em determinadas escalas ou exclusivamente uma escala.

O acorde maior com sétima maior está no I grau de uma escala maior ou no IV grau de outra. O conjunto se apresenta em dois lugares.

O acorde menor com sétima menor está no II grau de uma escala maior, no III grau de uma outra, e no VI grau de outra escala ainda.

O acorde maior com sétima menor é V grau de apenas uma escala maior, dominante primário.

O acorde diminuto com sétima menor é VII grau de apenas uma escala maior.

Veja só que se realizamos a pergunta de onde veio o acorde X? Temos que avaliar a estrutura que possui e onde ele poderia ocorrer. Considerando o acorde de Em7.

Ele ocorre na escala diatônica de dó maior:  C7M Dm7 Em7 F7M G7 Am7 BØ

Ele ocorre na escala diatônica de sol maior: G7M Am7 Bm7 C7M D7 Em7 F#Ø

Ele ocorre na escala diatônica de ré maior: D7M Em7 F#m7 G7M A7 Bm7 C#Ø

Repare que esses tons são vizinhos dó maior (nenhum acidente), sol maior (1 acidente) e ré maior (2 acidentes). Então pode-se afirmar que o acorde de Em7 é diatônico ao tom de dó maior, ré maior e sol maior.

Veja só que agora realizamos a pergunta de onde veio o acorde de C7M?

Ele ocorre na escala diatônica de dó maior:  C7M Dm7 Em7 F7M G7 Am7 BØ

Ele ocorre na escala diatônica de sol maior: G7M Am7 Bm7 C7M D7 Em7 F#Ø

Repare que esses tons são vizinhos dó maior (nenhum acidente) e sol maior (1 acidente). Então pode-se afirmar que o acorde de C7M é diatônico ao tom de dó maior e de sol maior.

Como os acordes do V e VII grau só ocorrem em uma escala diatônica são exclusivos.

Melhorou? Se gostou compartilhe! Você contribui deste modo com a manutenção do BLOG!

 

SHARE
Previous articleO que é Semitom?
Next articleComo é um curso de regência?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville, Ribeirão Preto e Lençóis Paulistas. É idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular (extensivo e semi-intensivo), do Curso Técnico em Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes atua na instituição em tarefas administrativas como assistente de direção, e ainda é diretor da editora Souza Lima. É editor e autor do BLOG Souza Lima, com mais de quinhentas publicações (BR, ES e EN). É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Composições e obras disponível no Spotify, Deezer e iTunes Music.