O que são extensões de acorde?

Bom, a pergunta seria mais bem reconhecida se fosse: O que são tensões de acorde?

Fato é que o conceito de tensão, algo que eleva a dissonância de um acorde, é relativo. Uma dissonância está atrelada a um contexto, e o contexto depende de estilo e gênero tanto quanto da referência estética de um ouvinte. O que é dissonante para um peruano, pode não o ser para um brasileiro. 

Tensão e Extensão se aplica então como sinônimos.

Como as extensões surgem?

A sobreposição de terças é premissa comum tanto para a composição dos conjuntos de tríades e tétrades, quanto para as extensões de um acorde. Sabemos o que são tríades e tétrades e a maneira em que se constituíram.

As extensões de acorde são sobreposições de terças subsequentes a sétima que compõe as tétrades.

Sim, é como continuar o processo de sobreposição de terças diatônicas – oriundas de uma escala.

Uma escala tem sete notas, uma tétrade possui quatro notas, as extensões então serão três notas. E que serão classificados como intervalos compostos: 9ª, 11ª e 13ª, quantitativas.

Regras para extensão disponível

Uma extensão disponível incrementa o conjunto da tétrade sem descaracteriza-lo quanto a função. Observe as três extensões composta com a tétrade, oriundas da escala de dó maior.

A tétrade de do maior com sétima maior como I grau do campo harmônico de dó maior.

Uma extensão disponível incrementa o conjunto da tétrade sem descaracteriza-la quanto a sonoridade que representa. Observe as três extensões compostas com a tétrade, oriundas agora da escala de sol maior.

A tétrade dó maior com sétima maior como IV grau do campo harmônico de sol maior.

 

Como identificar se uma extensão é disponível observando apenas a pauta?

Uma extensão, para os acordes oriundos da sobreposição de terças de uma escala, deve estar a uma nova maior (para otimizar observe como segunda maior) da estrutura do acorde que lhe é mais próxima.

Observe seguindo a estrutura da escala de dó maior (7 sons naturais).

Para o campo harmônico de dó maior, a nona maior e a décima terceira maior são extensões disponíveis. Enquanto a décima primeira é evitada, avoid note.

Observe agora seguindo a estrutura da escala de sol maior (seis sons naturais e fá sustenido).

 

Para o campo harmônico de sol maior, a nona maior, a décima primeira aumentada e a décima terceira maior são extensões disponíveis.

OBSERVAÇÃO: Uma tétrade possui extensões específicas nos campos harmônicos em que se encontra.

Lembrando que uma estrutura maior com sétima maior pode ser I grau de um campo harmônico e IV grau de outro.

C7M se estiver em dó maior recebe o modo dó jônio.

C7M se estiver em sol maior recebe o modo dó lídio.

Assim em cada escala caberá um conjunto de extensões.

Uma estrutura menor com sétima menor pode ser II grau de um campo harmônico, III grau de um segundo campo harmônico e VI grau de um terceiro campo harmônico.

Am7 se estiver em dó maior recebe o modo lá eólio.

Am7 se estiver em sol maior recebe o modo lá dórico.

Am7 se estiver em fá maior recebe o modo lá frígio.

Assim em cada escala caberá um conjunto de extensões.

E os acordes de V e VII grau estarão em apenas um campo harmônico maior.

 

 

Atividade:

  1. Seguindo essas proposições avalie o que será disponível para um acorde, em determinada escala.
  2. Em que escalas se produz por exemplo Em7? Pense em um acorde e avalie sua localização.

 

SÍNTESE

Avaliando cada acorde e seu comportamento em diferentes escalas chegamos a uma síntese.

O I7M recebe nona maior e décima terceira maior. E possui a décima primeira justa como nota evitada.

O IIm7 recebe nona maior, décima primeira justa e décima terceira maior.

O IIIm7 recebe décima primeira justa. Possui a nona menor e a décima terceira menor como notas evitadas.

O IV7M recebe nona maior, décima primeira aumentada e décima terceira maior. Não possui extensões notas evitadas.

O V7 recebe nona maior e décima terceira maior. E possui a décima primeira justa como extensão nota evitada.

O V7sus4 recebe nona maior e décima terceira maior. E possui a décima maior como extensão nota evitada.

O VIm7 recebe nona maior e décima primeira justa. E possui a décima terceira menor como nota evitada.

O VIIm7(b5) recebe décima primeira justa e décima terceira menor. E possui a nona menor como nota evitada.

Conclusões

Sem conclusões. Encerramos uma semana muito intensa! Aproveite e revise até a  avaliação!

 

SHARE
Previous articleComo me especializo em Musicoterapia?
Next articleQuem pode ensinar música?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville, Ribeirão Preto e Lençóis Paulistas. É idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular (extensivo e semi-intensivo), do Curso Técnico em Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes atua na instituição em tarefas administrativas como assistente de direção, e ainda é diretor da editora Souza Lima. É editor e autor do BLOG Souza Lima, com mais de quinhentas publicações (BR, ES e EN). É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Composições e obras disponível no Spotify, Deezer e iTunes Music.