O que é Regional de Choro?

Seguindo a pergunta de um leitor vamos conhecer o que é um Regional de Choro!

Evidentemente ao menos para uma primeira menção, já que trata-se de um agrupamento tão importante de nosso país, e que demandaria uma pesquisa ainda mais aprofundada. E bem mais que 400 palavras!

Em minha dissertação de mestrado “Fonogramas: Transformações histórico-culturais e tendências tecnológicas no mercado da música popular brasileira” tratei de mapear gêneros, estilos, artistas, e evidentemente as combinações instrumentais que surgiram ao longo de 100 anos. E desse modo compartilho com vocês o que encontrei.

O que é regional de choro?

É um agrupamento tipicamente brasileiro que reúne cordas dedilhadas e uma percussão, e que acompanham um número variado de solistas. Os instrumentos que compõe o regional de choro são o Violão de seis cordas, o Violão de sete cordas, o Cavaquinho e o Pandeiro.

Os solistas de um regional de choro são: o bandolim, o clarinete, a flauta transversal, o trombone, o piano, o acordeom, o cantor e a cantora, o próprio cavaquinho, ou até mesmo o violão.

O agrupamento se consolidou empiricamente, e refletiu no mercado fonográfico brasileiro desde a década de 1920.

O agrupamento brasileiro do regional de choro toca absolutamente todos os gêneros brasileiros, sempre em estilo choro, com frases em movimento escalar, arpejos, e formas habituais, como a barroca: rondó.

O regional mais reconhecido é o grupo Época de Ouro, que por muitos anos acompanhou o exímio instrumentista Jacob do Bandolim. E que mesmo depois de seu precoce falecimento manteve-se ativo como grupo por décadas.

Desde meados da primeira década do século XXI, sem a interferência do mercado fonográfico, ampliou-se substancialmente o interesse positivo de jovens instrumentistas pelo agrupamento. Um interesse que tem motivado a renovação parcial do repertório, e total dos grupos e músicos especialistas no estilo.

É algo que se deve valorizar, pois trata-se de uma legítima linguagem e resolução instrumental e técnica do Brasil perante um número considerável de instrumentos musicais.

Viva o Regional!

SHARE
Previous articleO que é Conservatório Musical?
Next articleA importância de fazer uma faculdade de música
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/