O que é música popular?

musica popular

Algumas discussões sobre determinadas questões musicais parecem um tanto ultrapassadas. Embora até seja repetitivo, o que é música popular suscita dúvidas e um número expressivo de argumentos. Vamos lá:

Música Popular a priori é aquela que utiliza apenas da oralidade para que ocorra, em criação, execução e transmissão. Popularizava-se pelo fazer coletivo, pelo cantar despretensiosamente em ambientes urbanos.

A transmissão via oralidade é uma característica marcante do folclore tal qual da música popular.

Ocorre que do advento do mercado fonográfico essa música popular passou a usufruir de meios de registro e comercialização. Destacando o crescimento dos centros urbanos. E o advento das primeiras gravadoras, no Brasil a Casa Edson, fundada no início do século XX.

Constituiu-se um novo enlace. Haveria agora três nichos de desenvolvimento musical?

Pode-se dizer que sim.

Música Folclórica

A música folclórica se transmite através da oralidade e está representada desde as canções da primeira infância, a música específica de folguedos – reisado ou folia-de-reis, composta com adereços visuais e datas específicas da cultura do povo, ou com as brincadeiras de roda e de mão. Habitualmente cantadas.

Há pulso constante, métricas vinculadas as danças.

Música Popular

A música popular instrumental e ou da canção trata de questões cotidianas, representando a ebulição cultural dos centros urbanos – principalmente no continente americano dos séculos XIX e XX.

A Música Popular tem como característica a comercialização por objetos fonográficos – fonogramas, discos, LPs, fitas cassete.

Quando se ensina música popular se utiliza meios orais, da percepção fonográfica, da observação… E a seguir da partitura.

Há pulso constante, métricas vinculadas as danças.

Música Erudita

A música erudita utiliza a priori a tradição escrita, para comunicação, transmissão, e aprendizagem. Embora se comercialize fonogramas de música erudita, o sentido do ouvir propaga-se em vivenciar através de uma apresentação ao vivo contextualizada.

A música de tradição erudita também é urbana. De uma urbanidade europeia.

Há música erudita instrumental tal qual há música erudita cantada.

Há pulso constante, tal qual expressividades que atuam diretamente com a pulsação, acelerando e diminuindo a sensação de tempo. O que justifica a atuação de um regente, por exemplo.

Alguns argumentos:

Para fazermos música popular precisamos estar no centro do mercado fonográfico, compositores e intérpretes que desenvolvem seus trabalhos alheios a fama deixaram de ser populares? Não, a fama depende de investimentos em propaganda, então, esse argumento perdeu-se.

A música popular depende de um grau elevado de imprevisto na realização musical. Algo que trata de assimilação por oralidade dos compositores, instrumentistas e intérpretes. E de estarem atreladas as danças que fizeram ou fazem parte de determinada cultura.

Problema

Um fato que comprova a complicada discussão em que nos metemos, é que com o desenvolvimento do mercado fonográfico muitos compositores de música erudita passaram a atuar no mercado fonográfico, e desenvolver obras que se aproximavam mais e mais da música popular. E pode-se dizer: e vice-versa.

Com o advento e consolidação do mercado fonográfico, músicos populares que se dedicariam a oralidade se aprofundaram ou procuraram o conhecimento escrito, e se aproximaram dos valores da música erudita.

Seria então uma nova música? Uma música híbrida por que trata de valores escritos com tradições populares ou vice-versa?

Fato é que a música possui representações, representatividades, significados e significâncias. Muito mais importante do que tratar de por menores, é desenvolver o conhecimento musical escrito e fonográfico ao máximo, que for possível. É momento para aprender a aprender.

Ou seria  o momento de desconsiderar terminologias? Tratando absolutamente tudo como música!

O texto “O que é música popular?” tem como objeto fazer pensar. Trazer ideias mais do que transmitir respostas.

Saiba que a música é um episódio da fascinante história da humanidade!

#VemProSouzaLima

Atualizado em 15 de abril de 2021. Publicado originalmente em 19 de março de 2018.

SHARE
Previous articlePelé tentou carreira musical?
Next articleAs Características da Rabeca
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/