História da Música Brasileira – Parte 3 de 3

história da música brasileira

Para consolidar a informação e apresentar um conhecimento aplicado, cobrindo importante lacuna da educação musical, o Souza Lima apresenta a série de infográficos da História da Música Brasileira em quatro partes – introdução, parte 1, parte 2, e parte 3.

A história da música do Brasil em uma visualização que aperfeiçoa a compreensão do estudante de música. Dos primórdios da formação musical, da colonização e atuação dos jesuítas na alfabetização e catequização dos nativos brasileiros, da vinda da corte de Dom João VI – que transformou o Brasil em centro do império de Portugal, ao desenvolvimento e surgimento do mercado fonográfico e seus principais personagens na formação do fazer musical brasileiro.

Mais uma inovação do Souza Lima Ensino de Música em prol da educação musical.

Na quarta publicação o mercado fonográfico passa a criar estigmas que se consolidaram a seguir em novos gêneros musicais. Mas primeiro chega o ROCK!

Palavra e Gênero

O mercado fonográfico apropriando-se de palavras da rotina cultural brasileira,  como a palavra Axé que designa um grito a força do idioma africano Iorubá. Usualmente, o termo é utilizado pelas religiões afro-brasileiras.

Ou a palavra Pagode que se hoje designa um gênero musical, era apenas a conotação de uma festa, uma reunião de amigos, onde se tocava samba.

A relação entre música e política; o desenvolvimento do mercado fonográfico independente; e da consolidação da música comercial relacionada ao poderio econômico.

O fenômeno Racionais MCs em uma explosão do mercado independente e da pirataria. A década de 1990 envolta em novidades comerciais e artísticas.

Guinga o maior expoente do fazer musical brasileiro, um continuador, compositor que mescla lirismo e modernidade, o impressionismo brasileiro renasce. Conhece?

E o Brasil mergulhando em uma rotina da produção musical relacionado ao poderio econômico do agronegócio. Você imagina o Funk Carioca como algo de influência estrangeira? Ouça aí a legítima cultura brasileira!

O fazer musical brasileiro legado a guetos onde a criação independente transborda na história da música brasileira.

Vamos em frente!

O conhecimento é um caminho sem volta!

Publicado originalmente em 8 de fevereiro de 2018, ampliado e revisado em 16 de janeiro de 2020.

 

SHARE
Previous articleHistória da Música Brasileira – Parte 2 de 3
Next articleQuero ser músico engenheiro de som
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville e Ribeirão Preto. Também é idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes também atua na instituição em tarefas administrativas, é assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. É autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music.