Eu dou aula de música porque preciso?

Eu dou aula de música porque preciso?

Eu dou aula de música porque preciso?

Não, eu leciono música porque eu amo. Lecionar é parte do projeto da minha carreira, tanto em sala de aula, quanto na consolidação de metodologias, ou até aqui nesse BLOG!

Se eu faço um bom trabalho, o tempo dirá! 

Cada texto que produzo para esse espaço tem como finalidade educar perante os aspectos musicais da criação, escrita ou prática de um instrumento, e perante os aspectos da consolidação da profissão do músico brasileiro.

Essa semana me assombrou uma história sobre um docente, alunos e os estudos em uma faculdade de música. Um docente de uma faculdade de música afirmou em uma reunião que foi cobrado pela turma um melhor encaminhamento nesse momento de aulas a distância dada a PANDEMIA, e ele respondeu: “Eu não sou educador, sou músico”. Trata-se do coordenador do programa.

Uau, o que faz uma pessoa com esse perfil lecionar?

Se está em uma faculdade é para ser educador, não é trapiche para negociatas ou espaço para levantar uma grana. Educação é coisa séria.

Ciente do papo furado que soltou, o educador tentou corrigir justificando-se não ser versado nos aspectos da pedagogia tal qual os alunos o arguiam. E no meio da questão percebeu-se que se trata de um conflito de alguns músicos que se sentem melhores por serem graduados em bacharelado ante os que são formados em licenciatura. Bobagem.

Veja só que para ser músico instrumentista não é preciso ser formado bacharel. Basta estudar seu instrumento. A mim que sou instrumentista e educador nunca me foi pedido um diploma de bacharel para gravar um violão ou cavaquinho e pandeiro, ou para fazer um arranjo, para uma produção ou para compor.

Mas para ser educador você precisa ter passado por um curso de educação como pedagogia ou licenciatura, e até para esse “professor” poder falar esse absurdo em uma faculdade lhe é requisitado ter desenvolvido algum grau da carreira acadêmica, ou ser especialista, ou ser mestre, ou doutor, e até pós-doutor – carreiras que concedem formação para a pesquisa e expertise para educação.

Sem esse trajeto acadêmico não dá pra estar em uma cadeira universitária como docente, a não ser por notório saber concedido por obra acumulada ou por reconhecimento e contribuição com a cultura.

Fato é que há em universidades músicos que não deveriam ser professores. E há também em cursos livres, cursos de internet, músicos que não deveriam atuar com formação de outros músicos ou de quem apenas se interessa por música.

Música é coisa séria, e gente como esse professor universitário que não se considera educador desprestigia parte do que tanto lutamos em nosso blog.

Fica sugestão, você é músico, e precisa educar para sobreviver ou para ter dignidade profissional, abra um livro de pedagogia e leia, crie esse hábito. Dedique-se minimamente ao que compõe o centro de sua renda, esse é o ponto. Não é legal zombar de um aluno ou o explorar por renda com algo que não temos habilidade para fazer.

Na negativa da sugestão faça o melhor para sociedade e afaste-se da educação musical.

E ao leitor, se você quer ser músico por performance, você precisa praticar diariamente (e muito) o seu instrumento. E se precisar ir um dia para uma sala de aula, lembre-se da sugestão.

Eu dou aula de música porque preciso?

#VemProSouzaLima

SHARE
Previous articleA nossa música utiliza distâncias menores que um semitom?
Next articleQual a diferença entre nota e altura?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. Coordena as unidades Moema e Alphaville desde 2010. João Marcondes também atua na instituição em tarefas administrativas, é assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. É autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Seus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/