Estudar música no exterior

música no exterior

O Brasil caminha a passos largos na preparação dos músicos ao mercado de trabalho. Do curso técnico à graduação, da extensão à especialização! O Brasil possui programas pioneiros em modelos similares aos que estão espalhados pelo mundo!

O estado de São Paulo tem despontado com cursos de composição popular, performance em música popular, arranjo, trilha sonora, produção musical, tal qual mestrados e doutorados muito bem avaliados. Programas de música erudita, estes a mais tempo no mercado, e educação musical.

Essas melhorias da preparação do músico brasileiro chegam até mesmo na estrutura física internacional que algumas instituições oferecem.

Já não é preciso ir tão longe para adquirir conhecimentos e experiências no campo de atuação do músico, como havia sido obrigatório aos estudantes das décadas de 1970, 1980 e até mesmo 1990.

Como estudar música no exterior?

Vale considerar que a internet é uma propulsora interessantíssima nesse processo, e se utilizada de maneira correta interliga os saberes do mundo. Há muitos programas de educação a distância internacional disponíveis na rede.

De fácil acesso, de valores até que acessíveis, e de compreensão a quem minimamente conhece o idioma, os cursos de música online se multiplicam.

Embora a experiência de estudar em outro país continua extremamente sedutora e muitíssimo recompensadora, o curso online é uma opção vantajosa a quem não pode abdicar de certas questões locais – pessoais ou profissionais.

Morar fora!

Como não valorizar interagir com músicos de dezenas de nacionalidades como no compêndio da Berklee? E ainda mais, em tão variados programas?

Como não valorizar compor uma obra orquestral finalizando-a em uma manhã e de tarde conseguir ouvi-la com uma orquestra residente da própria universidade?

Para esses casos, infelizmente, o Brasil está muito longe disso. Estudantes de regência no Brasil precisam muitas vezes se contentar com reger partitura em todo curso universitário. Estudantes de composição no Brasil que nunca ouvirão sua música tocada por uma Orquestra Sinfônica. Ponto relevantíssimo!

Bolsas de estudo para estudar música no exterior?

Há universidades pelo mundo com programas de bolsa acessíveis e que gostariam de receber músicos brasileiros.

Se estiver difícil migrar para a graduação no exterior normalmente com investimento maior, a especialização em nível de mestrado profissional e acadêmico tem valores muitíssimos acessíveis. Basta se programar.

Vale o esforço! A música vale!

Bem, mas se não puder para estudar fora por questões financeiras também não se preocupe. Eu mesmo não pude, e só realizei cursos pontuais no exterior, nunca mais de um mês, e aproveitei ao máximo a formação em nosso país. Quem sabe no futuro?

Intercambiar no Brasil?

E ainda o Brasil: mesmo possuindo uma das músicas mais valorizadas do mundo, com dezenas de gêneros, e artistas internacionais, da canção à música instrumental erudita e popular, ainda estamos no começo de um percurso para trazer estudantes estrangeiros para compartilhar a música brasileira e em nosso próprio país.

Algo que gera um intercâmbio para nossos estudantes (os brasileiros) sem precedentes. E os beneficia.

Isso já ocorre pontualmente. Mas em uma dimensão ínfima se comparado a um centro como a Berklee, em Boston, EUA.

No Souza Lima recebemos estudantes latinos graças a alguns congressos que idealizamos como o CLAEM, e formamos em nossa faculdade dezenas de estudantes da Argentina, Peru, Colômbia, Chile, Paraguai, Venezuela e Uruguai.

Estudantes provindos do Japão, França e Coréia do Sul, também realizaram intercâmbios no Souza Lima.

E sobre a Faculdade Souza Lima & Berklee (EUA)?

O Souza Lima é a única Faculdade no Brasil que oferece transferência de créditos diretos para Berklee – Boston – EUA. O aluno economizará anos de estudo internacionais, em um programa bipartido.

Normalmente os programas de música do exterior possuem duração de quatro anos. É uma economia e tanto. E tem outras tantas faculdades e universidades parceiras do Souza Lima, em transferência de crédito similar.

Vamos estudar?

#VemProSouzaLima

Publicado originalmente em 17 de novembro de 2017, e atualizado em 22 de maio de 2019.

SHARE
Previous articleQuais problemas podem ocorrer com um baixo?
Next articleO que é Clave?
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/