É possível definir quem pode ou não ser músico?

vacina

É possível definir quem pode ou não ser músico?

Antes de mais nada isso é uma piada pronta.

A música possui diferentes áreas de atuação, antecipadamente passa longe de se tratar somente de performance. Um grande arranjador ou produtor musical precisa de outras expertises que passam longe de ser instrumentista.

É canalha quem como professor aponta para um aluno e fala que ele não tem condição de ser músico – de realizar seu sonho!

O professor acima de tudo deve saber como desenvolver seu aluno. E veja que se aponta para o aluno dizendo que lhe falta talento e o aconselha parecendo de bom grado que deixe a música, é na verdade atestar sua incapacidade como docente.

Canalhice em nível recorde. Gente que transmite esse tipo de informação  deve ser banida da educação musical.

Covardia

Como certa professora de canto que há por aí, proveniente de outro país, que já disse para mais de um aluno sobre esse não talento. Canalha e covarde por se referir ao sonho de outra pessoa como algo impossível.

Não deixe que outra pessoa estipule qual é seu limite. Teste seu limite todos os dias. E ao lado de um orientador, professor de fato, educador que lhe conceda caminhos.

Afaste-se de gente como essa professora. Tranque o curso. Troque de professor. Troque de faculdade.

E sem julgar que essa personagem que deu esse conselho podre não tem uma obra ínfima que sustente o poder que pensa esbanjar. Covarde e canalha são todos aqueles que pensam estar acima do outro por algum ponto extra, indetectável ou imensurável por régua.

O professor, a faculdade, o coordenador pedagógico são responsáveis por promover caminhos. Nunca fechá-los. Mas para promover caminhos é preciso conhecimento. Então esse tipo de gente fraudulenta tenta disfarçar sua incompetência apontando algo invisível para seus alunos. Que covardia!

Fuja de lugares assim.

Educação musical para educadores de fato, não esses frustrados que tentam alguma dignidade sendo professores de música por não ter cumprido já em idade avançada qualquer façanha ínfima em música. Essa gente não pode ter como mérito estragar sonhos.

Não sofra, procure um caminho. Pode contar comigo.

joao.marcondes@souzalima.com.br

SHARE
Previous articleQuando o jazz invadiu as faculdades de música?
Next articleQual a importância de um curso livre para a formação de um musicista? 
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/