De onde veio a batuta?

batuta

De onde veio a batuta?

Primeiro precisamos afirmar que quanto mais músicos reunimos substancialmente ampliamos a necessidade de uma liderança. Esse é o primeiro ponto para considerar de onde veio a batuta. A batuta veio de uma necessidade típica da prática musical.

Quando os agrupamentos de corda, orquestras de corda, melhor dizendo, atingiram um número entre vinte e quarenta instrumentistas, tornou-se fundamental alguém que concedesse pulsação.

Primeiramente o compositor marcava no chão com uma espécie de cajado o pulso constante. Esta primeira versão da batuta está em algum momento entre o período barroco e o clássico.

A seguir o primeiro violinista, ou o instrumentista de cordas mais importante do agrupamento tomou a liderança do compositor. Do arco do violino então veio a segunda versão da batuta.

Tudo isso foi um passo para que o objeto que alonga o gestual das mãos do maestro se consolidasse como uma ferramenta obrigatória. E muito mais que a marcação da pulsação, o maestro ou regente orquestral atua de maneira interpretativa a frente dos agrupamentos.

O pulso constante do período barroco começa a obter variações no período clássico, com diminuições da pulsação, aceleramentos… No período romântico então é praticamente impossível que uma orquestra toque sem a figura de um regente.

Certo Youtuber em seu canal disse que o maestro não serve para nada, ledo engano, meus caros. Esse Youtuber anda precisando estudar música!

#VemProSouzaLima

No Souza Lima o estudo da Regência se dá em programas livres e na faculdade como matéria obrigatória. No curso Preparatório para Vestibular de Música aprovamos para este ano o estudante Jackson no bacharelado em regência da UNESP! 

SHARE
Previous article5 razões para investir em educação musical para seu filho
Next articleComo resolver um bloqueio criativo em música?
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/