Composição Musical: Transposição e Espelho

tranposicao

Perante a humanidade a composição musical foi estabelecida através de valores intuitivos, mas de fato, ampliou seu desenvolvimento através de um contínuo de reflexões e ações técnicas.

Mozart em uma de suas célebres frases afirmou: “É um erro pensar que a prática da minha arte se tornou fácil para mim… Ninguém se dedicou tanto a aprender o estudo da composição como eu.”

Provavelmente está correta sua afirmação, Mozart em uma curtíssima vida pôde construir uma importante obra repleta de lições técnicas e estéticas para nós compositores.

A composição se estabelece por estudo – esse é o ponto crucial.

Trata-se de um compositor célebre, que possui técnica e ação perfeitas, ao fazer composicional quanto a forma, a harmonia e a instrumentação.

O juízo de gosto está de lado – e escrevo assumindo não apreciar tanto Mozart quanto  outros compositores anteriores e posteriores. Aprecie:

Nessa publicação vamos estudar O que é transposição e a diferença entre transposição real e diatônica. Também vamos falar sobre as estratégias espelhares – do espelho retrógrado, inverso e retrógrado inverso. Conectadas nas práticas composicionais mais importantes.

Como exemplo, escolhi uma ideia temática conhecida da música brasileira, a primeira frase da composição popular Wave de Tom Jobim, com a finalidade de exemplificação.

Sugiro que realize esses primeiros esboços como parte do seu desenvolvimento para todas as suas composições. Um artista plástico retratista produz estudos de mão, de nariz, de sombra, de orelha, de expressões faciais. A composição requer o mesmo cuidado.

Cada uma dessas técnicas será para nós um esboço. Esse esboço contribui na formação final da obra composicional. E está aí justamente o gracejo do estudo musical. Vamos avançar perante a composição a partir de critérios técnicos.

Divirta-se, depois volto aqui com mais exemplos de composição.

E se preferir temos uma turma de COMPOSIÇÃO INSTRUMENTAL, que ocorre as segundas-feiras. Me escreve para mais informações quanto a investimento: joao.marcondes@souzalima.com.br

Pronto para ampliar suas técnicas de ação como compositor?

joão marcondes

SHARE
Previous articleÉ exclusividade do funk a perseguição musical?
Next articleQual é a matriz do funk carioca?
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/