Como iniciar o estudo da Composição Musical – em seis passos

O estudo da composição musical desperta interesse e curiosidade dos diversos públicos que se relacionam com a música. Estudantes de música especializados em instrumento. Arranjadores. Maestros. Educadores musicais. O estudo da composição musical é de fato interessantíssimo.

Mas realmente é possível desenvolver a composição mediante estudo?

Como já trouxemos em outro artigo do blog, sim, é possível desenvolver a composição musical mediante certas estratégias.

Vamos lá aos seis passos para iniciar?

  1. Invista em referência estética. O conhecimento musical adquirido auditivamente ou analiticamente é um recurso preponderante para o desenvolvimento da composição. Toda nova composição possui matrizes, que compõe suas ramificações naturais. Cada obra composta está relacionada a um plano estético milenar e essas matrizes compõe um inconsciente coletivo.
  2. Ouça música com uma preocupação histórica, diversificada, isso alimentará sua obra. Em cada audição realize planos reflexivos – anotações sobre instrumentação, forma, intensidade. E se está pronto sobre os aspectos da estruturação musical, analise obras a partir de suas partituras.
  3. Preocupe-se com os fundamentos musicais técnicos que levaram a música a outro patamar – teoria, harmonia, contraponto. Para a composição popular esses estudos são secundários, mas sabe-los engrandecerão, não diminuirão sua criação.
  4. Construa uma rotina para a composição musical. Assim como se estuda um instrumento diariamente, praticar a criação seguidamente, estabelecendo uma rotina, trará em médio prazo desenvoltura composicional.
  5. O ponto nevrálgico de uma composição é a melodia. Assim estude os valores da transposição diatônica e real. Quer saber mais sobre isso? Leia nesse artigo.
  6. Estude Solfejo. Para a criação o Solfejo é uma prática colaborativa, e por muitos compositores, negligenciada.

A seguir falaremos de mais algumas estratégias para o seu desenvolvimento como compositor(a). Aplique essas sugestões preliminares. E lembre que qualquer resultado da prática deve ser considerado em médio prazo. Considere um ano, como uma primeira etapa.

Até já, ao nosso próximo artigo!

#VemProSouzaLima

SHARE
Previous articleQuero ser músico entrevista: Rodrigo Morte
Next articleUma breve história da Percussão Brasileira
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville e Ribeirão Preto. Também é idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes também atua na instituição em tarefas administrativas, é assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. É autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music.