Como escrever uma partitura quanto a duração? Parte 1

partitura

Em primeiro lugar para responder a questão “Como escrever uma partitura quanto a duração?” precisamos reconhecer e identificar os valores e o que é teoria musical. Leia aqui um artigo específico!

O que preciso identificar em uma música quanto a duração?

O primeiro elemento que precisamos identificar é o pulso constante.

Elemento primordial, o pulso constante é um pilar da dança que ainda está presente nos elementos organizacionais da música, principalmente a popular, e será da escrita da partitura.

O Ostinato

O ostinato é uma figura de comportamento de repetição rítmica, que pode conter afeição melódica ou harmônica.

Identifique através do pulso constante um ostinato para estabelecermos a métrica.

Identificado, responda:

De quantos em quantos pulsos constantes ocorre o ostinato?

O ostinato ocorre a cada ciclo de quatro pulsos, assim está formado um compasso quaternário (de quatro tempos), por exemplo.

Na ausência de um ostinato procure perceber a relação do acento métrico.

O compasso é um fragmento organizado pela teoria musical mediante avaliação do pulso constante designando por textura e intensidade o acento métrico, em um compasso de quatro tempos: o primeiro pulso forte, o segundo fraco, o terceiro pulso forte (porém menos que o primeiro), e o quarto pulso fraco.

Designando no compasso de três tempos: o primeiro pulso forte, o segundo e o terceiro fraco.

Designando no compasso de dois tempos: o primeiro pulso forte, o segundo fraco.

A quantidade de pulsos representa o número superior (numerador) estabelecido na fórmula ou signo de compasso. Sabe aquele dois por quatro? Então o dois é a métrica!

Veja em uma partitura, a seguir da clave de altura, estão dois números. O superior identifica a quantidade de pulsos organizados por compasso o inferior a qualidade da unidade de tempo. Quantificador e qualificador respectivamente.

Música Brasileira

Na canção popular brasileira as incidências mais comuns organizam o pulso constante em compassos de dois tempos (binário), de três tempos (ternário) e quatro tempos (quaternário).

Mapa

A partitura é um mapa! Com valores próprios que registram a organização musical dos sons. Em prosseguimento, estabeleça o mapa do que será pautado.

Quantos compassos ocorreram para organização dessa partitura?

Se forem cento e vinte pulsos constantes, organizados em ciclos de quatro pulsos, serão trinta compassos.

Utilizando uma pauta musical insira barras estabelecendo cada um dos trinta compassos reconhecidos no mapa (barra de compasso – é uma linha transversal a pauta que estabelece um compasso).

Estabeleça as barras de compasso de forma que cada um mantenha-se proporcional. Por exemplo, divida uma pauta em quatro compassos, atingindo sete pautas com quatro compassos, e uma pauta com dois compassos. Ou divida a pauta de três em três compassos, ocupando na escrita dez pautas.

Se forem cento e vinte e um os pulsos constantes, organizados em ciclos de quatro pulsos, serão os mesmos trinta compassos, com a ocorrência de uma anacruse.

Anacruse

Anacruse é uma melodia preparatória, que antecede o primeiro pulso constante, considerado forte. É facilmente identificada, mas esse assunto foge dessa primeira conversa e fica para um segundo momento em nosso blog.

Vamos em frente! O conhecimento é um caminho sem volta!

#VemProSouzaLima

E repito, ser alfabetizado em música expande as possibilidades de interação profissional, tanto para tocar, quanto para escrever arranjo e composições, para produzir e até mesmo para somente estudar. 

Aprender a aprender, no caso de somente estudar, te liberta e expande as possibilidades para que seu estudo seja guiado por você. Nunca eduquei alguém pensando em manutenção de aluno, sempre pensando em cumprir objetivos, e saber ler e escrever música é objetivo primário.

Publicado em 29 de janeiro de 2018, ampliado e revisado em 02 de setembro de 2020, com intuito de ampliar o alcance e repercussão do BLOG Souza Lima.

SHARE
Previous articleQuero ser artista na música
Next articlePontualidade é qualidade de um músico profissional?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. Coordena as unidades Moema e Alphaville desde 2010. João Marcondes também atua na instituição em tarefas administrativas, é assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. É autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Seus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/