Como é definido o posicionamento da haste das notas?

Como é definido o posicionamento da haste das notas?

O posicionamento da haste é um assunto que os livros de teoria infelizmente respondem parcialmente. Um leitor trouxe uma excelente pergunta.

Vale corrigir, e chamar notas do sinônimo de linguagem musical figuras de valor positivo. No caso os valores que possuem haste (mínima, semínima, colcheia, semicolcheia, fusa e semifusa).

m primeiro lugar é preciso separar o posicionamento da haste em um critério geral. Esse critério geral se restringe a escrita de uma única voz. À primeira vista a haste é posicionada conforme o posicionamento da nota nas linhas do pentagrama, independentemente da clave.

A partir da terceira linha a haste é pautada para baixo. A baixo da terceira linha a haste é pautada para cima.

A terceira linha é um ponto equidistante aos dois conceitos, sendo possível encontrar a haste posicionada tanto para baixo quanto para cima. Depende justamente do movimento melódico em que se encontrar, justificando uma boa ligação dos colchetes. Se o movimento for ascendente haste para baixo, se o movimento for descendente haste para cima.

Mesmo com essa orientação que embeleza a partitura, é importante dizer que o posicionamento da haste na linha central, para cima ou para baixo, é facultativo.

Mas bem, você toca piano ou violão e não encontra suas partituras assim.

Em instrumentos capazes de emitir duas ou mais vozes simultaneamente a teoria se adapta. Quando duas vozes a voz mais aguda independentemente de onde estiver no pentagrama apresenta hastes para cima. A voz mais grave justo posto apresenta hastes para baixo. Esse mesmo critério se estende ao piano, duas pautas, que é possível escrever a quatro vozes, cada pauta repetirá o critério acima.

Ao violão, quando são três vozes, habitualmente duas hastes se apresentam para baixo e uma haste para cima. Observe em um arranjo que escrevi da coleção Miniaturas para violão da composição de Milton Nascimento “Ponta de Areia”, a aplicação do conceito e posicionamento das hastes.

Esse arranjo possui alguns momentos a duas vozes, outros a três vozes. Observe:

 

Em vias gerais quando a haste está para cima se posiciona a direita da cabeça da nota, se para baixo fica a esquerda da cabeça da nota. 

Apenas quando se forma um grupo típico chamado cluster – comum em instrumentos harmônicos, as posições da haste quebram a regra geral. Observe no primeiro, quarto e quinto acorde a exceção:

Aqui no Souza Lima somos músicos e fazemos música. Somos educadores e o BLOG está aqui por isso!

#VemProSouzaLima, mas primeiro fique em casa!

 

SHARE
Previous articleO que cai no vestibular da Faculdade Souza Lima?
Next articleQual é a primeira figura de valor musical completa?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. Coordena as unidades Moema e Alphaville desde 2010. João Marcondes também atua na instituição em tarefas administrativas, é assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. É autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Seus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/