Avoid note? Existe isso?

avoid

Avoid note? Existe isso?

Avoid significa evitar, nota evitada então? Sim, mas para ser claro precisamos dizer que evitada em pulsos resolutivos, coincidentes ao tempo quando se procura uma ideia de finalização ou de pontuação de finalização.

Simplesmente chamar uma nota de evitada pode levar a crer ignorá-la desprezando-a em favorecendo a outras não evitadas.

Gosto sempre de lembrar que a melodia de Insensatez, de Tom Jobim justamente está articulada com a avoid – da relação acorde – modo. A nota a ser evitada em um modo menor, eólio, justamente é a décima terceira menor.

Na melodia de Insensatez, pensando no tom de si menor, o desenvolvimento melódico parte da quinta justa sendo articulado com a sexta menor. Não foi evitada, correto? Foi utilizada em contratempo em uma posição de tensionamento.

A avoid note pode ser justamente a melhor nota para gerar tensionamento, criando justamente a sensação de pergunta, enquanto uma nota próxima a ela pode ser sugestão interessante de resolutividade, resposta. Compreende?

A música ocidental organiza seus sons e melodias em tensionamento e resolução, pergunta e resposta. Aí evitar uma nota de modo a não usar é algo totalmente equivocado.

Vale sempre refletir em prol do melhor aprendizado, caríssimo musicista. Vamos nessa!

E evite evitar a criatividade para conversar com o que na visão de alguns é proibido.

Ainda mais que é impossível observar o que é permitido sem falarmos de estilo e gênero. Uma simples sétima pode colocar tudo a perder no acompanhamento de uma melodia.

Vamos pensar a respeito?

SHARE
Previous articlePara compor músicas, eu preciso tocar um instrumento?
Next articleDevo considerar orientações de extensões de acorde em uma cifra?
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/