As características do Contrabaixo Elétrico

Um instrumento de cordas pinçadas, cordofone pinçado para a organologia.

O contrabaixo elétrico é um jovem instrumento.

Portador de tessitura em região grave, o instrumento é responsável pelas frequências da profundidade, àquela cuja audição inicia no sentido do tato, na pele.

De parentesco direto com a guitarra elétrica, o contrabaixo possui muitas variações de posicionamento. Afinal é um instrumento construído a partir de valores visuais. Desenvolvido por apelos estéticos, influenciado provavelmente pelo advento do mercado publicitário, do filme e da televisão nos EUA.

MODELOS

O baixo elétrico, sinônimo, pode possuir modelos de quatro cordas, cinco e até seis cordas. Comporta um equipamento transdutor, e depende de um amplificador para projetar seu som.

No Brasil nomes como Nico Assumpção (1954 – 2001), Luizão Maia (1949 – 2005), e Sizão Machado (Professor da Faculdade Souza Lima), são referenciais na discografia do fazer musical brasileiro. Onde ainda podemos incluir Zeca Assunção (1945), Itiberê Swarg (1950), Arismar do Espírito Santo (1956), e Arthur Maia (1963). Transformadores da linguagem do instrumento, considerado original ao rock, mas para um fazer que englobou a forma de executar a totalidade dos gêneros da música do Brasil.

Nico Assumpção

Hoje o contrabaixo elétrico está em praticamente todos os gêneros, no jazz, no samba, no pagode, na música sertaneja… Disseminado em todo território nacional. Mas houve um momento de adaptação.

O primeiro  brasileiro (contrabaixista o músico que toca contrabaixo) a utilizar o instrumento nas formações brasileiras foi Azeitona, homenageado por Hermeto Paschoal, na canção abaixo, que Hermeto compôs para o contrabaixista, que juntos tocaram em São Paulo no conjunto Som Quatro (que possui um álbum).

No vídeo abaixo foto com o contrabaixista Azeitona ao fundo, com Itiberê e Arismar a frente.

O contrabaixo elétrico evoluiu muitíssimo em pouco mais de sessenta anos de existência. Vamos conhecer um pouco mais desse instrumento em um infográfico que preparamos especial para você.

Lembre que o conhecimento é um caminho sem volta!

Texto e e conteúdo assinados por mim, João Marcondes, para design de infográfico de Jean Forrer.

Características de Contrabaixo

Opinião:

O contrabaixo é um instrumento que possui idade mínima para aprendizagem. O ideal é que ocorra a partir dos 12 anos. Pelo peso do instrumento, proporção, pode ocasionar lesões no estudante, ou mesmo desestimula-lo pelos complicadores.

É um instrumento que executa uma nota por oportunidade, embora também não sejam raros os instrumentistas que compõe harmonizações no baixo, compostas com melodia. Evidentemente quando se apresentam de maneira solo.

Por tocar apenas uma nota por oportunidade pode projetar a impressão de ser um instrumento melódico. Embora seja considerado harmônico quase que pela totalidade de musicistas. Particularmente entendo que seja um instrumento melódico com função harmônica.

Sua execução executa a ponta dos acordes. O baixo. Normalmente o acorde prossegue composto no médio pelo piano ou guitarra, ou violão. Ao agudo até com o cavaquinho.

Ou seja, é uma totalidade harmônica que o contrabaixo compõe de maneira melódica.

E que se envolve diretamente com a prática do baterista. Compondo ritmos variados, é o instrumento que se associa a harmonia e ao ritmo em prol da execução da música popular. É o mediador da seção rítmica.

Você já leu o infográfico de referências brasileiras no instrumento? Leia aqui!

ENTREVISTAS COM CONTRABAIXISTAS

Aqui em nosso BLOG, por enquanto, entrevistamos apenas um contrabaixista. O peruano, radicado em Boston, docente da Berklee College of Music, e diretor do projeto Latino da instituição.

Óscar é vencedor de uma dezena de Grammys, com diferentes álbuns e artistas que acompanhou. Vale conhecer seu trabalho. Leia aqui!

Está prevista algumas entrevistas nos próximos meses com instrumentistas do baixo elétrico e acústico. Siga o BLOG!

Publicação realizada em 16 de fevereiro de 2018, atualizada e ampliada em 13 de novembro de 2018.

#VEMPROSOUZALIMA

SHARE
Previous articleO que é Posição Aberta e Posição Fechada quanto a acorde?
Next articleComo reconhecer um Acorde Pautado?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville, Ribeirão Preto e Lençóis Paulistas. É idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular (extensivo e semi-intensivo), do Curso Técnico em Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes atua na instituição em tarefas administrativas como assistente de direção, e ainda é diretor da editora Souza Lima. É editor e autor do BLOG Souza Lima, com mais de quinhentas publicações (BR, ES e EN). É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Composições e obras disponível no Spotify, Deezer e iTunes Music.