As Características do Banjo Brasileiro

Banjo! É um instrumento de repique! A percussão harmônica!

O samba tem no banjo protagonismo desde a década de 1980! Almir Guineto! Arlindo Cruz!

Se acompanhado de cavaquinho ou já como protagonista, o banjo brasileiro exerce função primordial ao fazer musical de nosso país!

Representa uma renovação do samba, o desenvolvimento de uma nova forma de compor e interpretar o gênero, que contribui para a formação do pagode, sem sombra de dúvidas, mas que deixa um lastro de criatividade no que se consolidou como uma nova música.

Banjo no Brasil!

Na minha pesquisa de mestrado localizei já na década de 1910 o banjo norte-americano permeando os fonogramas da música brasileira. Principalmente com incidência melódica! Utilizado para desenvolver e desencadear introduções, solos e interlúdios.

Introdução – pequena seção que prepara ao canto, no caso da música popular.

Solo – melodia entre seções cantadas, estrutura da composição, mas que ocorre de maneira improvisada.

Interlúdios – algo criado por um terceiro, um arranjador sobre a estrutura de uma composição musical.

E o banjo estava ali? Sim estava!

Vamos conhecer a nossa versão do instrumento em suas características?

Estamos prontos para apresentação nesse infográfico do banjo brasileiro que desenvolvemos, com curadoria, pesquisa e conteúdo assinados por mim, João Marcondes, com design do amigo Jean Forrer. Com alegria encerramos essa coleção que trata dos instrumentos da linguagem brasileira.

 

Opinião:

Embora o cavaquinho e o banjo possuam a mesmíssima afinação, sua constituição de execução é completamente distinta. Enquanto o primeiro projeta-se de maneira mais contínua, e mesmo quando exerce acompanhamento pode promover situações melódicas, o segundo, o banjo brasileiro, é bastante rítmico, pontuando praticamente o que se executa no repique de mão.

A execução de terceira subdivisão do pulso, faz com que o banjo soe repicado. É natural ao instrumento. E uma maneira que se encontrou para introduzir a execução em uma família de cordas já privilegiada com violões e cavaquinho.

SHARE
Previous articleQuanto tempo para ter diploma em música?
Next articlePreciso ser bacharel em composição para ser compositor?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville, Ribeirão Preto e Lençóis Paulistas. É idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular (extensivo e semi-intensivo), do Curso Técnico em Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes atua na instituição em tarefas administrativas como assistente de direção, e ainda é diretor da editora Souza Lima. É editor e autor do BLOG Souza Lima, com mais de quinhentas publicações (BR, ES e EN). É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Composições e obras disponível no Spotify, Deezer e iTunes Music.