A Intensidade na Partitura

Símbolos ou sinais específicos para representar a expressividade humana, que assume prontamente a intensidade na partitura.

A intensidade em valores de profundidade e simbologia se estabeleceu totalmente apenas no período romântico, no século XIX.

Anteriormente restringiu-se pontualmente a questões comparativas, com termos, e envolta a longas frases melódicas que atingiam seções. Apresentando uma seção em mezzo forte, e algo em variações, na repetição, em intensidade nova, em piano ou forte. Pouco para um valor tão importante.

Evolução estética

A intensidade que seguiu como evolução estética composicional para a música erudita. Como forma de extrema absorção dos sentimentos ou dos sentidos humanos.

E que para a música popular recolhe valores pessoais, de linguagem, de especificidade interpretativa ao musicista. É verdade que nem tudo se pauta para a música de coeficiente popular principalmente ao que se refere a intensidade. Mas como ignorar uma evolução tão comprometida com a fidelidade ao que foi composto?

Claro, que é perfeito quando a linguagem da acentuação, da intensidade, está no trejeito do instrumentista improvisador, ocorre que para a composição ou arranjo não há o que justifique o esquecimento dos símbolos variados de intensidade. Ali o compositor ou o arranjador estabelece diretrizes que definem o fazer musical. Em cada símbolo, em cada consideração.

Você já conhece os símbolos de intensidade?

Preparamos um infográfico para esclarecer as mais variadas questões da construção da linguagem escrita.

Sabemos o que é partitura e a cada momento complementamos seus valores.

O próximos passo da seção Glossário apresentará o timbre como a última característica física pautada, para finalmente a seguir ingressarmos na seção dos valores musicais como melodia, ritmo, harmonia, forma, instrumentação. Claro, entraremos em algumas questões específicas do fazer musical, cruzando diretamente com a seção Quero ser músico.

Acompanhe em nosso blog as variações, cada inovação, que ainda há muito por vir.

Lembre sempre que o conhecimento é um caminho sem volta!

 

joão marcondes

SHARE
Previous articleAs características do Violino
Next articlePor que algumas músicas fazem tanto sucesso?
João Marcondes
Professor João Marcondes é coordenador pedagógico das unidades Moema, Alphaville, Ribeirão Preto e Lençóis Paulistas. É idealizador e coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular (extensivo e semi-intensivo), do Curso Técnico em Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, que ocorrem na unidade Paraíso. João Marcondes atua na instituição em tarefas administrativas como assistente de direção, e ainda é diretor da editora Souza Lima. É editor e autor do BLOG Souza Lima, com mais de quinhentas publicações (BR, ES e EN). É educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Composições e obras disponível no Spotify, Deezer e iTunes Music.