7 verdades sobre a profissão do músico

verdades

O músico brasileiro sofre constantemente com preconceito por sua atividade profissional. Vamos amplificar 7 verdades sobre a profissão do músico?

Realmente é bastante trabalhoso lidar com programadores, produtores culturais, leis de incentivo, ausência de legislação específica, representatividade de classe, público de maneira geral, e por mais incrível que possa parecer e o pior, lidar com nossos familiares e amigos sobre nossa profissão.

Desvalorizado?

A carreira de músico é das mais desvalorizadas por ignorância, sabe? Desconhecem nossas atividades (e a importância dela) e querem ainda comentar.

A impressão de que o músico é aquele que fica tocando um instrumento de papo para o ar, como diversão, como muitos que se dedicam a outras profissões fazem da música como lazer, é reverberada constantemente.

Mas bem, e toda a música que nos rodeia? Nos filmes, novelas, comerciais. Quem faz a música?

Parece que a música brota do chão pra essa gente. Mas não, nós músicos fazemos. E não fazemos de graça. Já viu nosso vídeo sobre esse tema?

A música é uma das profissões que mais precisa de dedicação por se transformar constantemente, e pela necessidade da manutenção. Se a atuação escolhida pelo músico é a de arranjador dependerá de pesquisa. Ainda na a atuação do músico instrumentista, a dedicação é contínua para que a musculatura corresponda a uma boa execução. .

Músico é quem vive das áreas de atuação da música. Ok?

Um zé grosselinha dia desses ficou revoltado no INSTAGRAM – me segue lá. Ocorre que não teve culhão pra ser profissional da música, foi pra medicina, e quer se identificar no INSTA como músico – deve ser pra impressionar as colegas. Bobão.

É comum encontrar ou conhecer pessoas justamente que te respondem: “Eu também sou músico”, você solta um “que legal!” em vão, na verdade este que se considera músico toca um instrumento como lazer. Como o rapaz ali, violento, interessado em impressionar os coleguinhas médicos.

Música é trampo, sendo a vida de algumas pessoas, mais respeito, por gentileza.

Em outras palavras você aprender a cuidar minimamente de alguém gripado e sai por aí falando que é “médico amador”? Não, né?

Ser músico é também diferente de ser artista. Você pode se dedicar a atividade de músico sem desenvolver aptidões artísticas, ou trabalhos de arte, passar a vida sem compor uma obra. Ou você pode ser artista sem desenvolver qualquer aptidão musical usando da música pra criar sua forma de se comunicar ou entreter.

Se identifique como artista, moço.

Universidade

Qual outra área cobra conhecimentos tão específicos do futuro estudante universitário? O vestibulando terá prova de instrumento, história da música, percepção melódica, harmônica, reflexão estética, conhecimento da teoria, análise harmônica… Que outra área pede tanto para ingressar no curso desejado e por conhecimentos tão específicos ao programa que será cursado?

Mercado de trabalho

A música, porém, é a única carreira em que o profissional ingressa no mercado de trabalho no momento em que decide ser músico. A música recebe cada novo músico como colega, e mesmo em aula um professor pode se interessar no desenvolvimento do aluno e convidar para um trabalho.

Antecipo que vale dedicação desde o primeiro momento.

Contudo é mais que possível viver de música no Brasil. Músicos que lecionam, por exemplo, ganham muito mais que um salário mínimo e a maioria se iguala a renda média do brasileiro. Docentes universitários ganham a média de sua categoria. Músicos que acompanham artistas dificilmente ganham tabela, mas possuem um salário também acima da média do brasileiro.

Antecipadamente tire da mente que o músico é aquele que alegra uma festinha amadoristicamente ou toca em um bar por qualquer coisa, por um “prato de comida”, mesmo porque isso também pode ser uma atividade bem remunerada.

Aprenda que a música é uma área muitíssimo proveitosa. De ampla atuação e de renda considerável.

Há músicos com rendimentos anuais maiores que médicos e advogados inclusive. Vale a dedicação!

É comum que os músicos se dediquem a mais de uma área de atuação, ainda mais, é verdade, mas entre elas está em comum a própria música. E sempre se lembre: não justifica a pergunta “Você é músico? Mas também trabalha com outra coisa, né?”

Por favor!

Conhece a série “Quero ser músico“?

Nela você encontrará em outras palavras todas as orientações possíveis sobre área de atuação. Sobre formas de profissionalização. Justamente como nosso blog ainda possui uma série específica de entrevistas com profissionais atuantes no mercado, que podem te inspirar. Escolher conhecendo experiências reais. Gostou de saber das 7 verdades sobre a profissão do músico?

 

#VemProSouzaLima

Publicado em 16 de janeiro de 2018, e atualizado em 3 de setembro de 2019, e novamente em 16 de janeiro de 2020. E atualizado em 11 de junho de 2021.

SHARE
Previous articleFolclore musical influencia na indústria fonográfica?
Next articleHá uma melhor música brasileira?
Primeiro me segue no instagram: joaomarcondesoficial! Eu sou o Professor João Marcondes! Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical, cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, como assistente de direção da instituição e diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Suas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. É diretor e fundador da gravadora BAC Discos! www.bacdiscos.com/ Segue no instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/