X CLAEM 2019

Congresso Latino Americano de Escuelas de Música En Colômbia

eventos do dia 18 e 19 de abril na Colômbia

Souza Lima en Colômbia:

“Instrumentos de percusión brasileña y células rítmicas que definen los géneros de Brasil para la improvisación y la composición”.

Consolidar los recursos para el estudio de la música brasileña – desde la composición hasta la improvisación.

 Objetivos secundarios:

Conocer la variedad de sonidos de percusión brasileña.

Constituyen las células básicas para la aplicación de monitoreo el piano , la guitarra o una guitarra .

El diseño de los parámetros para el desarrollo de vocabulario rítmico para la improvisación.

Repertorio.

Duración: una hora.

Professor João Marcondes

Estatuto de formação do ALAEMUS

 

Estatuto da “Asociación Latino Americana de Escuelas de Música” (ALAEMUS)  que tem como evento anual o “Congreso Latino Americano de Escuelas de Música” (CLAEM) para fomentar as atividades educacionais e musicais dos países participantes.

Localizada em São Paulo, Brasil.

A iniciativa CLAEM, foi criada no dia  27 de abril do 2010 pelo diretor geral Prof Mario Cunha e coordenador artístico Oscar Stagnaro.

Estatuto  da Alaemus aprovado aos 27 dias de abril do 2012 na cidade de São Paulo, Brasil.

Os assinantes, sócios fundadores de ALAEMUS, declaramos estar de acordo com o seguiste Estatuto de formação:

 

NOME E LOCALIZAÇÂO

Artigo 1

A associação denomina-se Asociación Latino Americana de Escuelas de Música, que será conhecida com a sigla ALAEMUS, e esta domiciliada na cidade de São Paulo, Brasil.

ALAEMUS, é uma organização comprometida com a promoção do patrimônio musical da América Latina, tanto no mundo da música como na sociedade.

Conta com a adesão de todos os países da América Latina, com a participação de grandes conservatórios financiados pelo estado e escolas de iniciativa privada.

 

ALAEMUS é titular do congresso denominado Congresso Latino Americano de Escuelas de Música, conhecido com as siglas CLAEM, e sua reunião celebra-se  alternadamente sendo 1 ano na Faculdade e Conservatório Souza Lima em São Paulo, Brasil e outros 2 anos consecutivos  em sedes a serem apresentadas e confirmadas pelo assembleia Geral.

CLAEM é a reunião anual de integrantes ordinários e convidados, que se desenvolve num lapso de mínimo 3 dias e máximo 5, que tem como objetivo formal, a discussão de temas referentes a educação profissional em música na América Latina, com a inclusão de oficinas de debate, aulas e rodas de intercambio educativo.

O CLAEM é a sede da Assembleia Geral de membros ordinários de   ALAEMUS.

Objetivo

Artigo 2

  1. É objetivo de ALAEMUS promover a colaboração entre as escolas de música na América Latina.

 

  1. Se concretara mediante o estabelecimento e ampliação de uma rede de escolas de música na América Latina, com o fim de promover o intercambio de estudantes, professores, representantes, materiais pedagógicos, publicações, administrativos e educativos.
  2. A certificação e credenciais Estudiantes dos alunos das escolas que fazem parte do ALAEMUS, mediante o intercâmbio académico, a convalidação curricular e a criação de espacios culturais, musicais e educativos, com o objetivo de fortalecer uma rede educativa musical na América Latina de acordo com o regulamento educacional de cada país.

 

4.Organizar a reunião anual de representantes, CLAEM.

5.Organizar a tournée Alaemus Itinerante

Duração

Artigo 3.

ALAEMUS terá um período  indeterminado

Afiliação

Artigo 4.

  1. ALAEMUS se compõe de membros ordinários.

 

  1. Consideram-se membros ordinários aos representantes das entidades e instituições publicas e privadas da América Latina, dedicadas a promoção, educação e gestão em música, que aportam anualmente sua taxa anual de afiliados à ALAEMUS e também quando participarem do CLAEM , evento anual pagaram a taxa de participação de acordo com a presença efetiva  da sua escola.

 

  1. As pessoas individuais não poderão ser consideradas membros ordinários.

 

  1. Para ser membro ordinário, realizara-se uma inscrição detalhada da entidade e ter uma participação consecutiva em 1 CLAEM, previamente analisado o caso e aprovado pelo diretório.

 

  1. Os membros ordinários têm direito a voto na Assembleia Geral e se enviarem representante, deve enviar procuração por escrito e  carimbada e assinada pelo diretor da escola.

 

  1. Cada membro ordinário pode realizar um voto.

 

  1. O CLAEM pode ter participantes que não sejam membros da ALAEMUS e que serão chamados de membros extraordinários, que são aceitos desse jeito pelo diretório.

 

  1. Os membros extraordinários tem o direito de participar nas atividades do CLAEM anualmente.

 

  1. Os membros extraordinários não estão autorizados a participar na Assembleia Geral e não tem direito a voto.
  2. Todos os países da América Latina poderão ter até 6 escolas por país participando como afiliados na ALAEMUS e sem numero definido  para participação no CLAEM.

Artigo 5.

A afiliação é institucional e intransferível.

 

Cesse da afiliação.

Artigo 6.

A afiliação pode cessar:

Quando um membro ordinário a cancela voluntariamente.

Quando ALAEMUS cancela por consenso, por incumprimento de algumas das normas do estatuto, depois de analisar o caso na Assembleia Geral.

Quando um membro ordinário deixa de participar em duas Assembleias Gerais consecutivas.

Quando um membro ordinário não cumpre com o pagamento da assinatura anual correspondente, passados 90 dias da finalização do CLAEM.

Quando a instituição deixa de existir.

 

 

Diretório

 

Artigo 7.

 

A diretoria regulamenta ALAEMUS y CLAEM.

A diretoria tem o poder para promover acordos com o fim de obter benefícios para a ALAEMUS y CLAEM.

 

Artigo 8.

 

O diretório está composto por um mínimo de três e um máximo de cinco pessoas. (ANEXO 2)

Os membros do diretório são determinados pela Assembleia Geral e se selecionam entre os membros ordinários.

Para poder participar no diretório, os membros deveram ter uma participação consecutiva de 1 Assembleias Gerais a partir da sua associação na ALAEMUS.

A Assembleia Geral também determina o número das pessoas que conformam o diretório.

Os membros ordinários e  representantes das escolas afiliadas  do diretório e comissões são nomeados por um período de três anos, na votação presencial na assembleia geral.

O primeiro diretório será eleito no CLAEM 2012, com sede em São Paulo, e seu período de duração será até o CLAEM 2015 e assim sucessivamente.

Será eleito diretor do CLAEM, o representante da Instituição que será anfitrião do congresso durante o ano vigente do evento.

Um membro do diretório que tem terminado seu período de três anos,  pode ser reeleito imediatamente, por única vez. Após essa reeleição, deverá esperar um período de 3 anos  até poder participar num novo diretório.

As vagas que podem existir no diretório ocupam-se pela suplência já votada ou  tão rápido como seja possível

 

ATA DE ELEIÇÃO DE 2018 a 2021

Conformação do Primeiro Diretório

Diretor Executivo , Antônio Mario Da Silva Cunha

Diretor  Artístico / Musical , Oscar Stagnaro

Diretor da Organização e Finanças Myerly Zulay Medina   e suplente – Sandra Rocha

Secretário Executivo,  Vicente Luna

Direção Colegiada do CLAEM  2018 a 2021

Cargos executivos

 

Os cargos da Alaemus ditos vitalícios serão no estatuto inicial  a partir de agora serão chamados de presidente diretor fundador e vice presidente  coordenador artístico fundador.

 

O cargo de diretor do CLAEM representa o organizador do evento que é renovado a cada ano de acordo com a sede e país aceito e votado pela assembleia geral.

 

Manual

O nosso guide line, será seguido para todos os organizadores do congresso Claem com todas as suas ações normativas explicadas em detalhes e desta forma, todos os congressos terão um regimento organizacional, facilitando a produção do evento pela escola anfitriã.

 

Assembleia Geral.

 

Artigo 9.

 

O acesso a Assembleia Geral está aberta a os membros ordinários.

Qualquer instituição com direito a voto pode ceder o poder de voto  por escrito com procuração carimbada e assinada  para o representante da sua escola.

O diretório decide a metodologia de votação que acontecerá na Assembleia Geral, sendo um mínimo de quórum necessário o 51% do total dos membros hábeis à data e sendo o número de votos mínimo para aprovação de uma ação o 51% dos mesmos, para temas regulares.

No caso de temas considerados delicados, situações diferenciadas e ou problemas de ordem disciplinares e outros o quórum será de 75%.

Médios de financiamento

Artigo 10.

  1. ALAEMUS receberá uma cota por assinatura de cada membro ordinário, registrado nas atas anuais, apresentadas e aprovadas pelo diretório.
  2. Os participantes no CLAEM, terão uma cota de inscrição, que será paga ao início do congresso anual ALAEMUS. (ANEXO 3)
  3. Os fundos gerados pela ALAEMUS, juntados ao início do CLAEM anual, terão como objetivo, o financiamento das ações próprias do congresso e estará sujeitos a liquidação aprovada pelo diretório, depois da sustentação ante o pleno da Assembleia Geral.

 

4 – A instituição sede esta isenta da taxa de afiliados da ALAEMUS no ano que for anfitrião do evento anual e de seus participantes no  CLAEM.

 

5 – A instituição sede deverá apresentar planilha de custos e de recebimentos do congresso para como diretório e ser aprovado pela assembleia geral no ano seguinte.

 

Mudança de Estatuto

 

Artigo 11.

O estatuto só pode ser mudado por uma decisão tomada numa Assembleia Geral que seja convocada para este fim.

A decisão de mudança de Estatuto só pode ser tomada em uma Assembleia geral mediante uma votação na que esta moção atinja o 75% do número dos votos válidos existentes.

Artigo 12.

A Assembleia Geral ou  assembleia dos fundadores  podem decidir a criação de um ou mais regulamentos internos que tenham relação com temas não atendidos ou parcialmente atendidos pelo estatuto e levá-los a votação na assembleia geral.

Os regulamentos não podem ter conteúdos que estejam em conflito com o estatuto.

 

Artigo 13

Serão criadas e votadas comissões de trabalho para efetivar os planos acadêmicos e musicais da associação com a finalidade de estreitar mais os laços culturais dos países participantes e buscar excelência em todos os campos agregando assim, mais competência e nível a todas as escolas da américa latina  nos quesitos  abaixo;

Comisión Media Virtual.

Coordinación de X CLAEM:

Comisión de Educación

Comisión de Publicaciones Académicas:

Comisión de Real Book ALAEMUS:

Comisión de Asuntos Internacionales

ELECCIÓN DE SECRETARIO Y TESORERO

 

MEMBROS FUNDADORES DO ALAEMUS

 

ORGANIZAÇÃO                           REPRESENTANTE

  1. Faculdade Souza Lima        Antonio Mario  Da Silva
  2. Fernando Sor                       Edilson Gómez
  3. EMU – La Plata                     Ale Demogli
  4. EMC – Buenos Aires            Marcelo Braga
  5. U. De Ciencias y Artes        Luis E. Navarro
  6. I. P. ProJazz                         George Abukhele
  7. EMMAT                                 Mateo de los Ríos
  8. Cons. Milán                          Roberto Borda
  9. UPC                                      Antonio Gervasoni
  10. APROMAS                            Iván Cock

 

Modelos de Intercambio Educativo

 

CURSOS INTENSIVOS ALAEMUS

Cada escola membro da ALAEMUS poderá desenhar um programa de intercâmbio, com uma duração de 2 a 10 dias, onde os alunos com bolsas ou não das escolas convidadas terão a opção de viver ruma experiência internacional, com aulas, fortalecimento cultural musical, workshops, práticas de banda e shows.

 

BOLSAS DE ESTUDO

Todos os anos,  as escolas que realizam esses cursos, premiam com  bolsas de estudo os estudantes que se destacaram no evento CLAEM. Os mesmos serão  selecionados pelos professores e coordenador artístico do CLAEM e serão analisados também os países mais próximos para facilitar a participação dos cursos intensivos oferecidos  no ano seguinte.

A lista dos estudantes que receberão a bolsa será publicada no site e  ou receberão uma carta também para poder ir a escola e tomar vistos, comprar passagem  e etc..

O custo de  visto, passagem, hotel e alimentação deste programa deverá ser pago pelos alunos participantes.

 

O curso oferecido é gratuito.

Ao finalizar, o aluno participante recebera o diploma ALAEMUS, entregado pela entidade anfitriã.

INTERCAMBIO

Baseados no espirito de intercambio bipartido, os alunos das escolas membros da ALAEMUS, poderão aceder a um trato privilegiado, no caso de apresentar-se a intensão de seguir estudos por um período de tempo específico.

Planteia-se a possibilidade de usar o modelo do 1 por 1. Neste caso, os alunos de intercambio, seguirão pagando a mensalidade na escola de origem.

Para ter aceso a este benefício, o aluno de intercambio, deverá apresentar um certificado de aprovação de matérias ponderado, com nota superior ao 75% ou mais.

Para conseguir o intercambio, os diretores das escolas envolvidas, deverão ser responsáveis do início do tramite correspondente, sendo responsabilidade do aluno, a apresentação da documentação pedida pela entidade receptora.

Uma segunda modalidade é a de 1 alunos por um trato económico preferencial.

TRANSFERENCIA  EDUCATIVA

No caso de que um aluno de alguma escola membro de ALAEMUS, precise transferir integral ou parcial a sua matricula para outra escola afiliada, a escola residente, deverá fazer uma prova de suficiência, que além das análises da grade da escola de origem e cronogramas oficiais correspondentes, poderão validar o status académico do aluno , porém , de acordo com a legislação vigente das   leis governamentais  de cada país e  dos regulamentos  acadêmicos da instituição conveniada e anfitriã.

É necessário que seja feita um comunicação formal entre os diretores e  coordenadores  da escola dos alunos indicados bem  como, envio da  a documentação escolas envida para analise  previa do processo de transferência.

ALAEMUS ITINERANTE

Em tendo recursos provindos de patrocínio ou ainda de caixa da Alaemus, faremos intercambio de professores, alunos e músicos entre as escolas afiliadas e em dia da Alaemus em períodos a confirmar.

Todos os eventos realizados pelas escolas afiliadas e que contenham elementos que pertençam a Alaemus, podem e devem divulgar como evento itinerante.  Ex, o músico Oscar Stagnaro  visita países e escolas fazendo workshops e shows e isso já é um  Alaemus itinerante.

TABELA DE VALORES

 Afiliação na Alaemus

Afiliação  Anual da ALAEMUS e direito ao uso da marca Us $ 100.00 (Cem Dólares Americanos)

Taxas de Participação no CLAEM

 

Escolas afiliadas da ALAEMUS  no CLAEM –  Us $ 100.00 (Cem Dólares Americanos )

Diretores das Organizações Membros Ordinários da ALAEMUS  Us $ 50.00 ( Cinquenta Dólares Americanos

Professores da ALAEMUS, Us $ 50.00 ( Cinquenta Dólares Americanos )

Alunos convidados membros da ALAEMUS, Us $ 40,00 (Quarenta Dólares Americanos), cada um, colocando o limite máximo de alunos por escola, 3.

Escolas invitadas, Membros Extraordinários da ALAEMUS,  Us $ 100.00 ( Cem Dólares Americanos ) e

Público em geral – Us $ 70 ( setenta dólares americanos )